Foram as descrições naturalistas de Henry Thoreau, a curiosidade e espírito aventureiro de Charles Darwin e os poemas de Mary Oliver que mais me inspiraram nos registos de natureza pelo mundo fora.