Cinco novos livros para quem gosta de natureza

A não perder

Aqui ficam cinco propostas de novos livros para quem gosta de natureza. Desde a Botânica, às experiências no mundo rural, passando pelos tesouros naturais da Primavera, às aves e ao que significa realmente ser um animal selvagem.

 

 

TREVOS, ANAFES E LUZERNAS DE PORTUGAL – ESTUDO DAS FORMAS JUVENIS, FLORAÇÃO E FRUTIFICAÇÃO

Por Maria Edite Sousa, Maria Lisete Caixinhas e Paulo Forte

Verbo

Data de publicação: Fevereiro 2016

Preço: 19,95 euros

 

Fique a conhecer a fundo as 70 espécies mais importantes de plantas leguminosas dos géneros Trifolium, Melilotus e Medicago, desde a emergência até à frutificação. O livro é o resultado de mais de dez anos de trabalho por estes investigadores do Instituto Superior de Agronomia, que fizeram o levantamento das espécies em Portugal e que as fotografaram e descreveram. Na obra pode encontrar o nome vulgar e o científico de cada espécie, fotografias, assim como a origem geográfica, a distribuição, o habitat e os dados ecológicos da planta. Entre as plantas do livro estão o trevo-de-folhas-estreitas (Trifolium angustifolium), o meliloto-branco (Melilotus albus) ou a luzerna-arbórea (Medicago arborea). Este é um estudo botânico importante para quem se preocupa com a conservação da biodiversidade.

 

 

A COVA

Por Cynan Jones

Cavalo de Ferro

Data de publicação: Janeiro de 2016

Preço: 14,00 euros

 

A vida rural moderna no País de Gales, que serve de palco para uma visão da devastação moral e ecológica do nosso tempo, ganha outra dimensão com a escrita de Cynan Jones. A Cova é a tradução para português, trazida pela Cavalo de Ferro em Janeiro, do original The Dig, publicado pela primeira vez, em versão reduzida, em Janeiro de 2014 na revista Granta. Entretanto tem impressionado o mundo literário, conseguindo o primeiro prémio de ficção do Wales Book of the Year em 2015. Esta é a história de Daniel, que procura sobreviver à recente morte da mulher ocupando-se da sua quinta e dos animais. Os seus dias são ditados pelo respeito pela natureza e pelo ciclo das estações. Mas este seu frágil mundo entra em confronto com o do seu vizinho, homem feroz e solitário que se dedica à caça clandestina de animais, como o texugo, espécie protegida, para fins ilegais.

 

 

BEING A BEAST

Charles Foster

Profile Books

Data de publicação: 4 de Fevereiro

Preço: 14,99 libras

 

Charles Foster, investigador na Universidade de Oxford, quis saber o que significa ser um animal selvagem e quanto de animais temos todos nós. Para o conseguir, foi viver como eles. Viveu como um texugo durante seis semanas, dormindo numa toca na terra e comendo minhocas. Nadou com lontras e capturou pequenos lagostins. Passou horas enroscado nas traseiras de um jardim de Londres e procurou comida nos caixotes do lixo como uma raposa urbana. Naturalista apaixonado, Foster compreendeu que cada criatura cria um mundo diferente no seu cérebro e vive nesse mundo. Como humanos, partilhamos as mesmas respostas sensoriais, as luzes, os cheiros e os sons. Mas tentar explorar o que realmente significa viver num outro mundo, pertencendo a outra espécie, é um desafio neuro-científico fascinante. E para Foster, foi também um desafio literário. Este é um livro sobre a vida dos animais, a neurociência, psicologia, escrita de natureza, as memórias e as lições que podemos tirar daqueles que partilham o planeta connosco.

 

 

SPRING: AN ANTHOLOGY FOR THE CHANGING SEASONS

Por Melissa Harrison

Elliott & Thompson Limited

Data de publicação: 18 de Fevereiro

Preço: 12,99 libras

 

A escritora britânica Melissa Harrison, autora de At Hawthorn Time (2015) e Clay (2013), conduz-nos por aquilo que a Primavera tem de melhor. Desde as primeiras flores do campo ao esvoaçar dos insectos polinizadores. Nesta antologia, Harrison reuniu diferentes textos de escrita de natureza que descrevem os ciclos de vida da flora e da fauna, a mudança da estação nas cidades, jardins e zonas rurais mas também experiências com a vida selvagem. Este livro integra excertos de obras clássicas de grandes naturalistas e de autores contemporâneos que captam a essência da Primavera no Reino Unido, como George Orwell, H. E. Bates, Rob Cowen e Stephen Moss.

 

 

BIRDS NEVER GET LOST

Por Colin Pennycuick e Sandy Pennycuick

Troubador Publishing

Data de publicação: 28 de Fevereiro

Preço: 12,99 libras

 

Colin sempre se interessou por aves… e por aviões. Por ser um piloto qualificado já voou em vários locais, desde África aos Estados Unidos. “Encontro muitas aves quando estou a voar e tenho-me perguntado como é que fazem, o que estão a tentar alcançar”, disse em comunicado. A migração das aves tem fascinado a comunidade científica e todos aqueles que gostam destes animais. Em Birds never get lost, Colin e Sandy Pennycuick escrevem sobre a forma como o voo das aves tem sido estudado e sobre aquilo que distingue as aves de outros animais voadores, desde os pterossauros aos morcegos.