Fotos: Raquete

Exposição de ilustração em Lisboa mostra o “mau feitio” das plantas

A não perder

Explosivas, venenosas, manipuladoras. Estas são estratégias de sobrevivência para algumas plantas. A exposição “The Terrifying Life of Plants”, com ilustrações de Carolina Maria, fala do “mau feitio” de oito espécies e de como seria se estas tivessem comportamentos humanos. Até 30 de Novembro em Lisboa.

 

Carolina Maria, ilustradora de 31 anos, sempre se interessou por plantas. Naquela que é a sua primeira exposição a solo, decidiu explorar o realismo mágico da botânica para mostrar mais sobre o ciclo de vida das plantas e como elas são merecedoras do nosso respeito.

 

 

São oito ilustrações, 50 por 70 centímetros, com a técnica de caneta sobre papel, uma por cada espécie: Brugmansia, Ecballium elaterium, Ophrys insectifera, Amorphophallus titanum, Aconitum napellus, Heracleum mantegazzianum, Actaea pachypoda, Darlingtonia californica. Há espécies dos quatro cantos do mundo, desde a Ásia à Europa e América.

 

 

 

“Estas plantas adoptaram estratégias de sobrevivência específicas. Há umas que são explosivas para dispersar as suas sementes, outras são venenosas para evitar serem comidas, outras ainda fingem ser insectos para os atrair”, disse Carolina Maria à Wilder, a seguir à inauguração da exposição, a 13 de Novembro na Fábrica Features Lisboa, no Chiado.

 

 

A ilustradora baseou-se na ilustração científica mas acrescentou-lhe a dimensão humana. “A minha ideia foi trabalhar plantas que motivassem a curiosidade das pessoas, pelas suas características” que, muitas vezes, fazem lembrar as dos seres humanos.

 

 

Para ajudar a estabelecer esta ponte, Carolina Maria integrou “pequenos personagens nas ilustrações, para mostrar que fazemos todos parte do mesmo sistema”, acrescentou. Acima de tudo, “esta exposição é uma metáfora para comportamentos humanos, dilemas, riscos e ratoeiras… vicissitudes de estarmos meramente vivos. Uma fábula sobre o drama de ser humano”.

Ao lado de cada ilustração está o nome científico da espécie e um texto explicativo sobre as suas estratégias. “Quis contribuir para que as pessoas saibam respeitar o outro, as plantas, que saibam mais um pouco sobre elas, que elas também têm instintos.”

 

 

Ainda na exposição poderá encontrar o primeiro volume da série “Jardim Botânico”, do estúdio Lavandaria, com ilustrações de Carolina Maria sobre plantas carnívoras.

 

 

Carolina Maria, 31 anos e natural de Viseu, é ilustradora com formação em Arquitectura e Mestrado em Desenho. A sua exposição “The Terrifying Life of Plants”, de entrada livre, está patente na Fábrica Features, Rua Garret, 83 – 4.ºAndar, em Lisboa, até 30 de Novembro.