Os fenómenos essenciais da vida selvagem para apreciar este mês. Começamos com o abelhão-comum (Bombus terrestris). Nesta altura, as rainhas estão a fazer os seus novos ninhos no solo. Uma escolha da rede Estações da Biodiversidade (EBio).

 

As rainhas que hibernaram no Inverno estão agora muito ativas a fazer um novo ninho no solo, aproveitando buracos já existentes, para colocar os ovos da próxima colónia de abelhões.

 

Foto: EBio

 

Para tal, as rainhas precisam de energia em abundância pelo que podemos vê-las a alimentar-se de néctar nas flores, tendo particular preferência pelas flores da borragem.

Estes abelhões estão muito ativos durante a manhã e final da tarde, evitando as horas de maior calor.

Dica: São muitos os locais onde podemos ver esta espécie. Dois dos melhores são as Estações da Biodiversidade da Ribeira do Torgal e Ribeira de Alportel.

Agora é a sua vez: Insira no portal Biodiversity4all os registos dos abelhões que encontrar para ajudar a fazer um mapa da biodiversidade de Portugal.