Foto: Joana Bourgard

Quinze acções gratuitas para contactar com a Natureza em Julho

Ciência Viva no Verão

O programa Ciência Viva no Verão inicia-se a 15 de Julho, na próxima quarta-feira, e inclui centenas de actividades gratuitas que envolvem a biologia e outras áreas de conhecimento. As inscrições são feitas pela Internet e começam já amanhã, pelas 15h00, e as vagas para as acções mais interessantes costumam esgotar-se muito rapidamente.

A Wilder espreitou o programa (ainda provisório) e faz-lhe 15 sugestões para o mês de Julho, todas em contacto com a natureza e em vários pontos do país. Muitas delas ao fim-de-semana, a pensar em quem não entrou de férias.

 

NORTE

Pelos Trilhos do Rabagão

Percurso a pé pela zona do Alto Rabagão, principalmente na aldeia de Morgade, caracterizada pela Albufeira do Alto Rabagão e pela serra de São Domingos. Área caracterizada por matos, afloramentos rochosos e floresta. Existem dois postos para observação de aves.

Data: 18 de Julho (sábado), com início às 14h00. Há mais 2 datas disponíveis, em Agosto.
Ponto de Encontro: Em frente ao campo de futebol da aldeia de Criande-Morgade / Concelho de Montalegre
Idade mínima: 7 anos
Duração prevista: 2 horas
Organização: Centro de Ciência Viva de Bragança e Ecomuseu de Barroso
Saber mais

 

Vamos Observar Aves no Douro Internacional!

O objectivo deste passeio é dar a conhecer a riqueza ornitológica do Douro Internacional, contactando com algumas das espécies mais importantes da região e treinando a identificação, através da observação directa e da audição dos cantos. O transporte para os locais de observação é feito em autocarro.

Data: 19 de Julho (domingo), com início às 9h00
Ponto de encontro: Senhor da Piedade – zona Polis (Bragança)
Idade mínima: 6 anos
Duração prevista: 9 horas
Organização: Centro de Ciência Viva de Bragança
Nota: A atividade tem a duração de um dia inteiro, pelo que o almoço é um piquenique no campo. Os participantes devem também levar lanches para a manhã e a tarde.
Saber mais

 

Praia de Caxinas (com) Vida

Visita à zona intertidal com observação directa e manuseamento de seres vivo, para os participantes aprenderem as suas características. Identificação dos seres vivos nas poças de maré.

Quando: 31 de Julho (sexta-feira), com início às 9h15. Há mais duas acções previstas, em Setembro. Ponto de encontro: Mercado de Caxinas, junto à Praia do Cruzeiro (Caxinas, Vila do Conde) Idade mínima: 6 anos
Duração prevista: 3h30
Organização: Centro de Ciência Viva de Vila do Conde
Nota: Necessário levar protector solar, chapéu, roupa e calçado confortáveis. Chinelos de dedo são desaconselhados.
Saber mais

 

CENTRO

Ria de Aveiro – Uma Visita de Bicicleta
Passeio de bicicleta junto à Ria de Aveiro, guiado pela SPEA – Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves. A Ria de Aveiro é uma das zonas húmidas mais extensas de Portugal e está classificada como Área Importante para as Aves, sendo sobretudo interessante para a observação de aves aquáticas.

Quando: 19 de Julho (domingo), com início às 16h00
Ponto de encontro: Fábrica do Centro de Ciência Viva de Aveiro (Aveiro)
Idade mínima: 12 anos
Duração prevista: 3h30
Organização: Centro de Ciência Viva de Aveiro – A Fábrica e Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves
Nota: Necessário levar bicicleta própria e de preferência cadeado. Levar calçado confortável, chapéu (dependendo do tempo), protetor solar, água e merenda.
Saber mais

 

Borboletas no Alviela

A ideia deste passeio a pé, num percurso ao longo do rio Alviela, é dar a conhecer o universo das borboletas e satisfazer curiosidades. Os participantes vão aprender que existem mais de 250.000 espécies de borboletas e relacionar algumas destas espécies com uma determinada vegetação. Vão ainda ficar a saber que a borboleta-do-medronheiro é a maior espécie diurna do nosso país.

Quando: 23 de Julho (quinta-feira), com início às 09h00. Está prevista uma acção semelhante, em Agosto, no Polje de Mira-Minde.
Ponto de encontro: Centro de Ciência Viva do Alviela (Olhos de Água do Alviela, Alcanena)
Idade mínima: 6 anos
Duração prevista: 5h00
Organização: Centro de Ciência Viva do Alviela
Saber mais

 

Relíquias Vegetais na Serra do Açor

Visita a pé à Reserva Natural da Mata da Margaraça, um bosque considerado uma relíquia da vegetação primitiva. Vai-se falar sobre o enquadramento histórico, a situação actual e as perspectivas futuras de conservação da flora vascular, entre outros valores naturais presentes na reserva. Segue-se uma visita à Fraga da Pena, onde se realiza o almoço, e à aldeia histórica do Piódão. A deslocação entre os diferentes locais é feita em autocarro.

Quando: 23 de Julho (quinta-feira), com início às 08h15
Ponto de encontro: Junto à Reitoria da Universidade de Aveiro (Aveiro)
Idade mínima: 10 anos
Duração prevista: 11h00
Organização: Centro de Ciência Viva de Aveiro – A Fábrica e Departamento de Biologia da Universidade de Aveiro
Notas: Levar farnel. Levar roupa e calçado apropriados a pequenas caminhadas no campo.
Saber mais

 

Cagarras à Noite na Berlenga

Percurso a pé até à colónia de cagarras para conhecer de perto estas aves e os seus ninhos na ilha da Berlenga, tal como os sons característicos e únicos que ali se fazem ouvir à noite.
Quando: 25 de Julho (sábado), com início às 20h15

Ponto de encontro: Restaurante Mar&Sol, na ilha da Berlenga
Idade mínima: 12 anos
Duração prevista: 3h30
Organização: Pavilhão do Conhecimento – Ciência Viva e Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves
Notas: É necessário tratar do transporte para a ilha, assim como de toda a logística para ali pernoitar. Levar lanterna e calçado de campo/caminhada.
Saber mais

 

Conhecer as Abelhas e Outros Insectos Polinizadores

O objectivo desta acção, acessível a pessoas alérgicas à picada de abelha, é observar estes insectos na mata e ser apicultor por um dia no Apiário Pedagógico, terminando com uma prova de mel e com a construção e ilustração de insetos polinizadores. Os participantes vão aprender que estes insectos são muito importantes para a nossa sobrevivência.

Quando: 25 de Julho (sábado), com início às 14h30. A acção realiza-se uma segunda vez, em Agosto
Ponto de encontro: Centro de Educação Ambiental da Quinta Ecológica da Moita (Aveiro)
Idade mínima: 4 anos
Duração prevista: 2h30
Organização: Centro de Ciência Viva de Aveiro – A Fábrica e Quinta Ecológica da Moita
Notas: Recomendado o uso de galochas ou botas impermeáveis de caminhada, roupa prática (calças e não saia), protetor solar,chapéu e água. Ação acessível a pessoas alérgicas à picada de abelha.
Saber mais

 

REGIÃO DE LISBOA

Flora e Vegetação na Mata dos Medos

Um percurso pedestre circular pela Mata dos Medos para descobrir a flora e os valores naturais dos matos por cima da arriba fóssil da Costa da Caparica, numa paisagem que vai desde os matos de aromáticas aos pinhais e zimbrais litorais.

Quando: 23 de Julho (quinta-feira), com início às 09h15. A acção realiza-se uma segunda vez, em Agosto.
Ponto de encontro: Junto ao Posto da GNR, situado no início da estrada que desce para a Fonte da Telha (Costa da Caparica)
Idade mínima: 6 anos
Duração prevista: 4h00
Organização: Pavilhão do Conhecimento – Ciência Viva e Município de Almada
Notas:  Levar calçado confortável, chapéu, água, protector solar e máquina fotográfica e uma pequena merenda.
Aconselhada comparência no ponto de encontro com 15 minutos de antecedência em relação à hora de início indicada.
Saber mais

 

O Jardim Botânico Visto do Espaço

Percurso pelo Jardim Botânico em que se vão usar mapas especializados, através dos quais se podem interpretar alguns aspectos da vegetação, analisados por métodos de detecção remota (imagem por satélite).

Quando: 24 de Julho (sexta-feira), com início às 11h30. A acção realiza-se uma segunda vez, em Setembro
Ponto de encontro: Bilheteira do Jardim Botânico (Lisboa)
Idade mínima: 11 anos
Duração prevista: 2h00
Organização: Pavilhão do Conhecimento – Ciência Viva e Museu Nacional de História Natural e da Ciência
Notas: Actividade acessível a pessoas com deficiência.
Saber mais

 

Aves e Árvores na Cidade – Jardins da Gulbenkian

Visita aos jardins da Fundação Calouste Gulenkian para aprender a reconhecer as árvores e as aves dos jardins de Lisboa. Os participantes vão aprender como se chamam, de onde vieram ou que aves estão a cantar e muitas outras questões curiosas.

Quando: 26 de Julho (domingo), com início às 09h30. A acção realiza-se uma segunda vez em Agosto, mas no Jardim do Príncipe Real
Ponto de encontro: Entrada para os jardins da Fundação Gulbenkian junto à Avenida de Berna, próximo da Praça de Espanha (Lisboa)
Idade mínima: 8 anos
Duração prevista: 2h00
Organização: Pavilhão do Conhecimento – Ciência Viva e FAPAS-Fundo para a Protecção dos Animais Selvagens
Notas: Os participantes são aconselhados a levar um pequeno bloco de notas, binóculos, máquina fotográfica.
Saber mais

 

SUL

Turfeiras do Sado

Percurso pedestre em plena Reserva Natural do Estuário do Sado, para observar as pequenas manchas de turfeiras que testemunham a chegada de uma flora de outras paragens, mais húmidas e frescas, que aqui se refugiou. O passeio é pelas margens do Açude da Murta, descobrindo as espécies de plantas que aí vivem e as histórias que contam.

Quando: 25 de Julho (sábado), com início às 09h30.
Ponto de encontro: Parque de estacionamento a seguir à ponte antiga de Alcácer do Sal, do lado direito de quem vem da cidade. A partir deste ponto, os carros seguem em caravana até ao local do início do percurso.
Idade mínima: 6 anos
Duração prevista: 4h00
Organização: Pavilhão do Conhecimento – Ciência Viva e Sociedade Portuguesa de Botânica Notas: Os participantes são aconselhados a levar calçado adequado para caminhadas em trilhos de terra batida, chapéu, protector solar, água e pequena merenda.
Saber mais

 

À descoberta da Ria Formosa em Caiaque

Num percurso realizado em caiaque, os participantes nesta acção vão testemunhar as riquezas e especificidades da Ria Formosa. Caso tenham necessidade, podem ter uma aula no local em data anterior, para adquirirem competências básicas na navegação em caiaque, que são fundamentais para a ação.

Quando: 20 de Julho (segunda-feira), com início às 10h00. A acção realiza-se mais uma vez, em Setembro.
Ponto de encontro: Centro Náutico da Praia de Faro (Faro)
Idade mínima: 14 anos
Duração prevista: 4h00
Organização: Centro de Ciência Viva do Algarve
Notas: É aconselhado vestuário confortável e adequado ao contacto com a água (fato de banho, toalha) e à exposição solar (protetor solar, chapéu). A ingestão prévia de alimentos deve ter em conta a hora da realização da atividade.
Saber mais

 

Saída Nocturna para Observação de Camaleões

Passeio noturno guiado no percurso da Quinta de Marim, durante o qual se vão observar camaleões. Estes são mais facilmente observáveis durante a noite, período em que estão menos camuflados.

Quando: 27 de Julho (segunda-feira), com início às 21h00. A acção realiza-se mais uma vez, em Agosto
Ponto de encontro: Entrada da Quinta de Marim (Centro de Educação Ambiental de Marim / Parque Natural da Ria Formosa, Olhão)
Idade mínima: 8 anos
Duração prevista: 2h00
Organização: Centro de Ciência Viva do Algarve e RIAS-Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens
Notas: Aconselhado calçado fechado e confortável.
Saber mais

 

AÇORES

Priolo – Tesouro da Tronqueira

Pequeno percurso pela floresta Laurissilva, juntamente com especialistas da Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves, para observação de priolos, uma ave endémica dos Açores que só pode ser encontrada na parte Este da ilha de São Miguel. Transporte em autocarro.

Quando: 25 de Julho (sábado), com início às 09h45. A acção realiza-se uma outra vez, em Agosto
Ponto de encontro: Centro Ambiental do Priolo (Parque Florestal Cancela do Cinzeiro / Ilha de São Miguel)
Idade mínima: 0 anos
Duração prevista: 3h30
Organização: Expolab – Centro de Ciência Viva e Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves
Notas: Acção acessível a pessoas com deficiência.
Saber mais

Pode conhecer aqui as restantes acções do programa Ciência Viva no Verão, que se realiza entre 15 de Julho e 15 de Setembro. O melhor é tratar das pré-inscrições o mais cedo possível, pois as vagas podem esgotar muito depressa. Ao longo do Verão, iremos fazendo mais sugestões ligadas a este programa.