Foto: D.R.

Agenda 2018 de Fernanda Botelho divulga plantas silvestres e medicinais

Botânica

“As mãos que seguram e cuidam das plantas” são o tema inspirador da nova agenda para 2018 criada por Fernanda Botelho, sobre plantas silvestres e medicinais, a nona edição desde que a obra foi lançada em 2010. A Wilder falou com a autora.

 

A bolota, a beldroega, a chicória, a nogueira, o ananás ou a amendoeira são algumas das 53 espécies aqui retratadas. Cada uma acompanhada por um texto sobre as suas características, as propriedades terapêuticas ou culinárias – incluindo receitas – e por vezes hortícolas e também referências históricas.

Ao longo da agenda, estas plantas e os textos que as acompanham ilustram cada uma das semanas do próximo ano. Cada dia tem também um espaço para se fazerem apontamentos ou tirar notas, o que se pode fazer também nas páginas finais, reservadas para isso.

Além da escrita dos textos, revistos por um especialista em botânica, Fernanda tirou também todas as fotografias e escolheu as citações que figuram nalgumas páginas, a partir dos seus “poetas de referência” – como Fernando Pessoa ou o indiano Tagore. Nas receitas e na introdução, contou com uma conselheira alimentar, Natália Rodrigues, e com Fernando Naves, biólogo.

“Este ano optei por fazer fotografias com mãos. Uma coisa que sempre gostei de fotografar são as pessoas com plantas nas mãos, parece que estão a dar colo às plantas”, contou à Wilder.

 

Um jardim inspirador

E como escolhe cada uma das plantas que figuram na agenda? “O meu jardim é a grande fonte de inspiração. Por exemplo, quando acordo de manhã e vejo as folhas da figueira e da ameixeira a cair, ou as cores da romãzeira que estão a mudar, e que é lindíssima”, descreve.

Fernanda inspira-se também na vida de campo e da aldeia – vive na Tojeira, concelho de Sintra – e nas viagens que faz, em especial aos Açores, “que têm uma história botânica interessantíssima”.

“Todas as espécies são de Portugal Continental e das Ilhas, quase todas nativas”, sublinha.

Ao longo dos anos, o fio condutor das agendas tem sido sempre o das plantas medicinais, mas o tema de cada edição é diferente. “Já escrevi sobre as plantas das abelhas, sobre sementes, ervas silvestres comestíveis, especiarias…”, recorda.

Quanto à agenda de 2019, confessa que está disposta a “fazer pelo menos mais um ano” e que esse trabalho está já a começar, até porque anda quase sempre com uma máquina fotográfica nas mãos. “Mal acabo uma agenda, começo logo a trabalhar na próxima.”

 

Capa de agenda com planta de flores brancas

AGENDA DE PLANTAS MEDICINAIS PARA 2018 – A SAÚDE NAS NOSSAS MÃOS

Autora: Fernanda Botelho
Editora: Dinalivro
Preço: 13 euros

 

 

 

 

 

 

 

Saiba mais.

Fique a saber como Fernanda Botelho abre o mundo das plantas silvestres às pessoas.

Saiba mais sobre o seu trabalho aqui e no seu blogue Malva Silvestre.