Foto: Joana Bourgard/Wilder

Detido homem por captura ilegal de pintassilgos e pintarroxos

Natureza

Um homem de 65 anos foi detido a 8 de Outubro, em Pernes (freguesia do concelho de Santarém), quando capturava pintassilgos e pintarroxos através de métodos ilegais, revelou a GNR.

 

No sábado passado, militares da Equipa de Proteção da Natureza de Santarém surpreenderam o homem quando este aprisionava 22 aves, utilizando chamarizes electrónicos e visgo.

Segundo um comunicado da GNR, o suspeito foi detido e sujeito a termo de identidade e residência e 20 pintassilgos e dois pintarroxos foram devolvidos à natureza.

O pintassilgo (Carduelis carduelis), ave de cara vermelha e asas com penas pretas e amarelas, vive em Portugal todo o ano e alimenta-se de pequenas sementes. As dos cardos são as suas preferidas. Segundo o livro “Aves de Portugal” (2010), desde tempos imemoriais, esta ave tem sido um dos alvos favoritos dos passarinheiros, sendo capturado como ave de gaiola.

Outra ave que também era muito procurada para o mesmo fim é o pintarroxo (Carduelis cannabina). Os machos têm parte da cabeça e do peito avermelhados e, no Outono e Inverno, é comum vê-los em grandes bandos à procura de alimento.

Os pintassilgos e pintarroxos estão no topo da lista das espécies de passeriformes mais afectadas pela captura ilegal, segundo um estudo da Sociedade Portuguesa das Aves (Spea) de 2014.

Para travar este problema que afecta dezenas de espécies de aves em Portugal está em curso a campanha “Diga Não aos passarinhos na gaiola e no prato”, para alertar a sociedade de que capturar aves silvestres, não cinegéticas, para consumo é uma prática ilegal e prejudicial à natureza.