Foto: Helena Geraldes/Wilder

Quercus pede voluntários para ajudarem a plantar 65.000 árvores

Floresta

A campanha da Quercus e dos CTT “Uma Árvore pela Floresta” chegou em 2017 a números nunca vistos. As plantações destas 65.000 árvores e arbustos começam agora, abertas a todos aqueles que quiserem participar, disse à Wilder a coordenadora da campanha, Paula Nunes da Silva.

 

O recorde desta quarta edição ficou muito acima das primeiras expectativas. As árvores ou arbustos doados – cada kit corresponde a um exemplar que vai ser plantado – totalizaram dez vezes mais do que os resultados de 2016, quando tinham sido comprados 5.300 kits.

Desta vez, num ano marcado por incêndios florestais, juntaram-se a esta campanha, além de muitas pessoas anónimas, também empresas, colégios, escolas e organismos públicos, a Comissão Europeia, os três ramos das Forças Armadas e a GNR, e ainda embaixadas, fundações, hospitais e clubes recreativos, descreve a Quercus, numa nota divulgada.

“Inicia-se agora a fase do voluntariado e das acções de reflorestação”, adianta a associação, que vai ter seis acções abertas a todos os interessados até dia 17 de Março. Nestas iniciativas, podem participar tanto aqueles que compraram kits “Uma Árvore pela Floresta” como todos os outros interessados.

As inscrições para voluntários, que já abriram, têm como objectivo acções de reflorestação no Parque Nacional da Peneda Gerês, Serra de Montemuro e Parques Naturais do Tejo Internacional, Alvão e Serra da Estrela. Tal como tinha sido anunciado no final da campanha, em Janeiro, este ano as plantações estendem-se à reflorestação de áreas ardidas no Centro do país: Arganil, Oliveira do Hospital e Castanheira de Pera.

Em todas estas iniciativas colaboram ainda o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, juntas de freguesia e baldios. Em causa estão árvores e arbustos autóctones, de 28 espécies, entre as quais carvalhos-alvarinhos, sobreiros, amieiros, medronheiros e castanheiros, sempre de forma a adequar as espécies mais indicadas para cada região.

A campanha “Uma Árvore pela Floresta” insere-se no âmbito do projecto Criar Bosques, que de 2008 a 2017 plantou cerca de 380.000 árvores e arbustos com o apoio de empresas e de cidadãos.

 

Saiba mais.

As inscrições para voluntários podem ser feitas através do email voluntarios@quercus.pt, com indicação do nome completo e número do cartão de cidadão ou bilhete de identidade, com indicação clara do local e data da plantação pretendida, explica o site da campanha.

De acordo com Paula Nunes da Silva, da Quercus, as inscrições devem ser feitas com três dias de antecedência em relação à acção em que as pessoas pretendem participar. O transporte para o local é da responsabilidade dos voluntários.

Estas são as datas previstas:

15 de Fevereiro, quinta-feira: Parque Nacional da Peneda-Gerês

18 de Fevereiro, domingo: Arganil/Oliveira do Hospital

22 de Fevereiro, quinta-feira: Parque Natural do Alvão

26 de Fevereiro, segunda-feira: Serra de Montemuro

28 de Fevereiro, quarta-feira: Parque Natural da Serra da Estrela

17 de Março, sábado: Parque Nacional da Peneda-Gerês e Arganil/Oliveira do Hospital

 

Recorde neste artigo da Wilder os resultados da campanha de 2017.