Cria de lince-ibérico. Foto de arquivo: Programa Ex-situ

Sete crias de lince-ibérico nasceram nesta Primavera na Extremadura espanhola

Natureza

Três fêmeas de lince-ibérico, duas das quais nascidas em Silves, deram à luz sete crias nos campos de Valle de Matachel, a única zona de reintrodução da espécie na Extremadura espanhola, foi hoje revelado.

 

Este é o segundo ano que Valle de Matachel tem registos de nascimentos de linces-ibéricos (Lynx pardinus). Estas sete crias terão agora cerca de três meses de idade e a sua presença foi confirmada por imagens captadas por câmaras de foto-armadilhagem.

Segundo um comunicado do governo da Extremadura, duas das fêmeas nasceram no Centro Nacional de Reprodução do Lince-ibérico (CNRLI), em Silves, e foram libertadas naquela zona em 2014. A outra fêmea veio do Centro de Reprodução El Acebuche, em Doñana (Andaluzia) e foi libertada em 2015.

“No Valle de Matachel existem as melhores condições para a fixação de fêmeas territoriais, já que tem um habitat mediterrânico e alimento abundante com mais de quatro coelhos por hectare”, segundo o mesmo comunicado.

Depois de uma ausência de 40 anos, este felino das barbas regressou à Extremadura espanhola em 2014 – o primeiro ano das reintroduções de lince-ibérico, no âmbito do projecto Life Iberlince para recuperar a distribuição histórica da espécie em Portugal e Espanha. Hoje, existirão ali mais de 20 linces adultos.

As reintroduções de lince-ibérico começaram em 2012 na Andaluzia e, em 2014, estenderam-se a outras regiões da Península Ibérica, nomeadamente ao Parque Natural do Vale do Guadiana, a Extremadura (Vale de Matachel) e a Castela-La Mancha (Serra Morena Oriental e Montes de Toledo).

Em Portugal, no Parque Natural do Vale do Guadiana, são conhecidas duas ninhadas, uma de Lagunilla e outra de Jacarandá. E em Castela-La Mancha são conhecidas pelo menos cinco ninhadas.

 

Saiba mais.

Saiba como é cuidar dos linces no Vale do Guadiana e quantos linces nascidos em Silves já foram pais na natureza.

Siga a nossa série “Como nasce um lince-ibérico” e conheça os veterinários, video-vigilantes, tratadores e restante equipa do Centro Nacional de Reprodução (CNRLI) em Silves.