Cachalote. Foto: Imbault/Pixabay

Sir David Attenborough regressa aos oceanos com sequela da série Blue Planet

Televisão

Sir David Attenborough, que fará 91 anos a 8 de Maio, vai apresentar a sequela da série de 2001, The Blue Planet, para mostrar os oceanos do planeta com nova tecnologia e novas histórias, anunciou a BBC.

 

A série de sete episódios The Blue Planet II, cujos detalhes foram revelados no domingo passado, vai para o ar na BBC1 no final deste ano com a missão de mostrar as mais recentes descobertas científicas na área dos oceanos.

“Estou verdadeiramente entusiasmado por participar nesta nova exploração dos mundos subaquáticos que cobrem a maior parte do nosso planeta mas que continuam a ser os menos conhecidos”, disse David Attenborough, citado pela BBC.

A Unidade de História Natural da BBC – em parceria com a BBC America, a estação alemã WDR e a France Télévisions – demorou quatro anos a filmar todos os oceanos do planeta para a série, com o apoio de cientistas da área marinha. A responsabilidade é grande, já que a BBC quer repetir o sucesso conseguido por The Blue Planet I que, em 2001, foi visto por mais de 12 milhões de pessoas e ganhou prémios Bafta e Emmy pela música e cinematografia.

Segundo James Honeyborne, responsável pela série, os episódios vão revelar “locais inacreditáveis, novos comportamentos extraordinários e novas criaturas espantosas”. Tudo aliado a novas tecnologias desenvolvidas para conseguir captar imagens até agora impossíveis.

Entre as descobertas mais recentes captadas pelas câmaras da BBC está um peixe que usa ferramentas e um caranguejo com “pelos no peito”. A equipa conseguiu também captar as sofisticadas estratégias de caça de um polvo que vive nos recifes de coral, um peixe que apanha aves em voo e filmar um mergulho com um cachalote e a sua cria.

“Ao mostrar um retrato contemporâneo da vida marinha, a série vai ser um aviso de que este é um momento crítico para a saúde dos oceanos do mundo”, acrescentou Honeyborne.

Em Novembro do ano passado, a mesma Unidade de História Natural da BBC, departamento fundado em 1957, lançou a sequela da série Planet Earth, dez anos depois. Apresentada e narrada também por Sir David Attenborough, foi vista por uma audiência média de mais de 10 milhões de pessoas, com o primeiro episódio a conseguir 13 milhões de pessoas.