Foto: Joana Bourgard/Wilder

TripAdvisor vai deixar de vender bilhetes para experiências com animais selvagens

Conservação

Em nome da protecção da vida selvagem vai deixar de ser possível comprar bilhetes para nadar com golfinhos, montar elefantes ou fazer festinhas a crias de tigres através do TripAdvisor, anunciou ontem o maior site mundial de viagens.

 

Hoje em dia há centenas de atracções onde os turistas entram em contacto físico com animais selvagens em cativeiro, disponíveis no site TripAdvisor. Ontem, a empresa anunciou que vai alterar a sua política de venda de bilhetes para essas atracções. O TripAdvisor vai deixar de vender bilhetes para montar elefantes, fazer festas a crias de tigres, nadar com golfinhos, entre muitas outras. “Enquanto para algumas das atracções a venda de bilhetes vai ser imediatamente suspensa, a empresa prevê ter todas as alterações à sua política concluídas no início de 2017”, escreve em comunicado.

Esta posição foi tomada “como uma forma de fazermos a nossa parte para melhorar os padrões de saúde e segurança dos animais, em especial nos mercados com regulamentações limitadas”, explicou Stephen Kaufer, CEO da empresa. “Ao mesmo tempo, queremos promover aqueles destinos e atracções que são líderes no cuidado dado aos animais e aqueles que, na indústria do turismo, ajudam a conservar as espécies ameaçadas”, acrescentou.

No início do próximo ano, o site lançará um portal para ajudar a informar os turistas sobre as espécies selvagens e ameaçadas e qual poderá ser o seu impacto na conservação das mesmas. Cada atracção com animais listada no TripAdvisor estará identificada com um ícone “PAW” e terá ligação a informação sobre bem-estar animal, boas práticas, implicações para a conservação da espécie e benefícios de algumas atracções turísticas. No portal estarão também opiniões de peritos em turismo sustentável, bem-estar animal, conservação da vida selvagem e ciências marinhas e zoológicas. Já são parceiros do projecto a Associação de Zoos e Aquários – actualmente com 232 membros -, a Global Wildlife Conservation, Oxford University e a PETA (People for Ethical Treatment of Animals), entre outras instituições.

“Ao recusar vender bilhetes a empresas que tratam os animais como entretenimento ou coisas para brincar, o TripAdvisor está a tomar uma posição sem precedentes sobre o uso e abuso dos animais como entretenimento”, comentou Tracy Reiman, vice-presidente da PETA. “A PETA vai contribuir para o portal de educação do TripAdvisor, que vai capacitar pessoas de todo o mundo a fazer melhores decisões sobre viagens amigas dos animais”, acrescentou.