Visão-europeu. Foto: Tiit Maran/WWF

UICN apela a Espanha para salvar visão-europeu com plano igual ao do lince

Conservação

 

A União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN) apelou ao Governo espanhol que monte um plano com “acções concretas” de conservação e recuperação do visão-europeu (Mustela lutreola) no país.

 

Numa carta enviada em Março à ministra espanhola da Agricultura e Pesca, Alimentação e Meio Ambiente, a UICN pede “acção” no que respeita ao visão-europeu, sublinhando que são necessárias mais medidas para acautelar o futuro de “um dos carnívoros mais ameaçados do mundo”, avança a Europa Press.

Segundo a agência noticiosa espanhola, a carta assinada pelo presidente da Comissão para a Sobrevivência das Espécies na UICN reconhece os esforços que o Governo espanhol tem feito até agora, mas avisa que “o declínio contínuo desta espécie é alarmante”. Sendo assim, a organização recorda o sucesso na recuperação do lince-ibérico e insiste que “talvez agora seja o tempo de fazer o mesmo com o visão-europeu para reverter a actual tendência negativa e evitar a sua extinção”.

Desde 2011 que este pequeno mamífero, da mesma família que as doninhas e os texugos, passou a estar Em Perigo Crítico de extinção, sendo também considerado uma espécie “de interesse comunitário” a nível da União Europeia. Nos últimos 10 anos, terá perdido mais de metade da população mundial.

O território histórico do visão-europeu estende-se desde os Montes Urais, no Leste Europeu, até ao Norte de Espanha, mas a população actual “consiste em poucos fragmentos isolados”: “no Norte de Espanha e Oeste de França, no Delta do Danúbio na Roménia, na Ucrânia e Rússia”. É uma espécie que não ocorre em Portugal.

Em Espanha, nas contas da UICN, calcula-se que subsistem menos de 500 animais, havendo uma “fragmentação notável” das populações nos rios Cantábricos do País Basco. Uma das maiores ameaças é a presença do visão-americano , espécie exótica introduzida há várias décadas em território europeu devido ao valor comercial da sua pele, que se espalhou rapidamente.

Também o WWF-World Wildlife Fund, que lançou a campanha ‘Menos de 500’, tem vindo a apelar ao Governo espanhol para avançar imediatamente com um plano de urgência e afirma que a espécie pode desaparecer do país no prazo de cinco anos.

Actualmente, em Espanha está em vigor o projecto LIFE Lutreola, destinado à conservação e recuperação do visão-europeu, comparticipado por fundos comunitários, que se vai prolongar até ao próximo ano.