Criada nova Reserva de Burros em Sintra

26 de Outubro de 2015

Ajudar a manter e a valorizar o burro doméstico saloio é o grande objectivo por detrás da nova reserva agora criada na Tapada D. Fernando II, junto ao Convento dos Capuchos (Sintra).

 

A nova Reserva de Burros nasce graças a uma parceria entre a Reserva de Burros – Associação para a Valorização e Preservação do Burro e a empresa Parques de Sintra. O objectivo é valorizar a espécie e “organizar actividades destinadas à interação de crianças e adultos com os burros” e com o património natural onde estão inseridos, explicam os responsáveis em comunicado.

Depois de milhares de anos de convivência com o Homem, a mecanização da agricultura e a modernização dos meios de transportes foram os principais factores que levaram ao “acentuado decréscimo do número de indivíduos de gado asinino” em Portugal.

O burro mirandês tem sido alvo de programas de incentivo à sua criação e manutenção, dado que é uma raça autóctone registada no país; mas outras raças, como o burro saloio ou o algarvio, não têm qualquer tipo de incentivo à sua protecção, porque “nunca foram alvo de estudo e apuramento genético”.

Esta Reserva de Burros pretende, então, “dar uma nova utilidade a estes animais e garantir o seu futuro, através de um programa de actividades que permitam colocar em contacto, sensibilizar e dar a conhecer estes animais” da região saloia, onde sempre tiveram um papel preponderante.

Para visitar a reserva de Outubro a Fevereiro é necessária uma marcação prévia.