Crianças do 1º Ciclo do Porto desafiadas a fazer documentários de natureza

25 de Setembro de 2015

As crianças do 1º Ciclo das escolas da região do Porto têm até 30 de Outubro para mostrar a biodiversidade onde vivem em curtos documentários de natureza, numa iniciativa do FAPAS e da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto.

 

O projecto “Realizar-se na Escola” pretende que cada turma faça um documentário de cinco minutos de duração sobre o tema “A biodiversidade que não conhecemos…mas que queremos preservar”, segundo um comunicado do FAPAS – Fundo para a Protecção dos Animais Selvagens, enviado à Wilder.

Os alunos deverão planificar e realizar saídas de campo, acompanhados por biólogos, escrever o guião do documentário, realizar as filmagens e editar o filme, acompanhados por técnicos de audiovisuais. Ao longo do projecto, os alunos serão acompanhados por um monitor que colaborará com o docente da turma na planificação das actividades. O documentário será depois exibido em diversos espaços públicos da cidade do Porto e disponibilizado on-line.

A ideia por detrás deste projecto é “aproximar os alunos do património natural que os envolve”, fomentando o gosto pela natureza e a cidadania activa, explica o FAPAS. Além disso, a iniciativa poderá ajudar a “divulgar espécies pouco conhecidas dos cidadãos”.

O projecto conta com o apoio da Câmara Municipal do Porto e do Centro de Investigação Didática e Tecnologia na Formação de Formadores (CIDTFF).