Um dos maiores dinossáurios da Península Ibérica descoberto em jazida em Pombal

9 de Julho de 2015

Fósseis de um dinossáurio saurópode, que teria 12 metros de altura e 25 metros de comprimento, foram descobertos em Junho durante escavações na jazida da Junqueira, em Pombal. Este é um dos maiores exemplares já encontrados na Península Ibérica.

 

Os fósseis foram encontrados naquela jazida em Santiago de Litém (Pombal) durante as escavações realizadas na semana de 21 a 28 de Junho por investigadores do Museu Nacional de História Natural e da Ciência, do Instituto Dom Luiz da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e do Grupo de Biología Evolutiva da UNED (Espanha).

“Os restos esqueléticos deste dinossáurio saurópode pertencem a um único indivíduo. Este saurópode possui vértebras de dimensões consideráveis, correspondendo a um dos maiores dinossáurios descobertos na Península Ibérica”, escreve o Museu, em comunicado.

A jazida foi descoberta na sequência de trabalhos agrícolas, e em Maio foi alvo de trabalhos de prospecção e escavação. Além deste saurópode foram encontrados na jazida restos de tartarugas e de crocodilomorfos, e de moluscos (bivalves e gastrópodes).

Segundo o Museu, estes fósseis ajudam a conhecer melhor as faunas de dinossáurios do Jurássico Superior português, “sobretudo no que se refere aos dinossáurios saurópodes, cujo registo é, até ao momento, escasso neste sector da Bacia Lusitânica”.