Fotos: Marta Ribeiro

Caracóis artesãos

Correspondentes

O trabalho silencioso destes pequenos animais surpreendeu a nossa correspondente Marta Ribeiro.

 

Adoram dias húmidos e frescos. O seu apetite voraz, nesses dias, leva-os a consumir cerca de 40% do seu peso, principalmente durante a noite. São herbívoros e por onde passam devoram tudo o que é verde com a sua rádula, uma espécie de língua com a qual cortam as plantas.

Estes ainda são bebés, nota-se pelo tamanho e pela carapaça mole. Só se tornarão adultos daqui a três anos, se entretanto resistirem ao ataque dos predadores como os pássaros, as cobras, os ratos ou as pessoas que os apanham para os comer, depois de os confeccionar.

Se forem mesmo muito resistentes podem chegar aos 10 anos de vida. Entretanto pode ser que vão aperfeiçoando esta técnica que transforma da noite para o dia uma simples folha numa bela peça de bilros. Como aconteceu com esta folha de um malvão, nome dado no Ribatejo a uma espécie de malva gigante, lá fora no jardim.

 

 

Leia o blogue da Marta

Siga os correspondentes da Wilder, entusiastas que exploram e registam a vida selvagem à sua porta.