Foto: Danilo Cedrone/Wiki Commons

Começa hoje o Scianema, o festival de cinema dedicado aos oceanos

A não perder

Começa hoje em Faro a terceira edição do Scianema – Festival de Cinema que celebra os oceanos. Até sábado poderá assistir a uma selecção de filmes e documentários que inspiram para a importância da vida marinha.

 

O grande objectivo do festival é “encorajar, inspirar, consciencializar” e “facilitar a comunicação científica sobre o mundo marinho, promovendo uma discussão aberta, criando uma oportunidade para investigadores, estudantes, cineastas e outros interessados em filmes e meios de comunicação desfrutarem e discutirem em conjunto os assuntos do mar”, explica, em comunicado, a Sciaena (Associação de Ciências Marinhas e Cooperação).

O Festival terá como corpo principal cinco sessões que irão decorrer em diferentes espaços, de 8 a 10 de Março. Cada sessão será dedicada a uma temática diferente e consistirá na exibição de uma selecção de curtas ou de uma longa-metragem, seguida de um painel de discussão com peritos e interessados em cada um dos temas.

Esta edição vai ter dois destaques. Dia 8 será apresentado em estreia nacional o filme “A Grande Onda”, sobre o risco de tsunamis na Península Ibérica, e dia 10 será a vez do filme “Odisseia” sobre a vida de Jacques Cousteau escolhido pelo Cineclube de Faro para o festival.

Dia 9 será abordado o tema dos plásticos e do lixo marinho com a exibição do filme brasileiro “Uma Gota”. As três sessões terão lugar no espaço d’Os Artistas, com início às 21h30 e contam com a colaboração do Cineclube de Faro (CCF).

O programa inclui ainda duas sessões dirigidas aos estudantes da UAlg. Na quinta feira dia 8 irá ser exibida uma seleção de curtas metragens sobre o tema da sustentabilidade das pescas, seguidas de uma apresentação sobre a implementação da Política Comum das Pescas da responsabilidade de Gonçalo Carvalho – presidente da Sciaena e perito em políticas das pescas. Na sexta feira dia 9 é a vez da mineração em mar profundo com a exibição de uma seleção de curtas metragens sobre o tema, seguida da palestra “Mineração em Mar Profundo – Não Obrigado” de Gonçalo Carvalho sobre a iniciativa “Oceano Livre”. Ambas as sessões irão acontecer no Campus de Gambelas da Universidade do Algarve e terão início às 16h30 e contam com o apoio do CCMAR.

O festival conta com a parceria da Universidade do Algarve (UAlg), o Centro de Ciências do Mar (CCMAR), o Cineclube de Faro (CCF), a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e a Sociedade Recreativa Artística Farense “Os Artistas”. A entrada em todos os eventos é gratuita.