Pisco-de-peito-ruivo. Foto: Wolfgang Vogt/Pixabay

Sete iniciativas para descobrir as aves no EuroBirdwatch

Para fazer

Por toda a Europa, milhares de pessoas vão estar de olhos postos no céu este fim-de-semana, no âmbito da 26ª edição do EuroBirdwatch. Conheça algumas actividades gratuitas em que vai gostar de participar.

Organizado a nível internacional pela Birdlife International, este fim-de-semana europeu de observação de aves realiza-se a 5 e 6 de Outubro, reunindo participantes em 40 países, em plena época das migrações outonais.

Coordenado em Portugal pela Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA), com a colaboração de parceiros locais, este ano está prevista a realização de mais de 20 iniciativas, de Miranda do Douro a Vila Real de Santo António, passando pelos Açores. Muitas das acções são gratuitas, mas a inscrição é quase sempre obrigatória, devido ao número limitado de vagas.

Aqui ficam sete actividades sugeridas pela Wilder, para ir à descoberta das aves nos próximos sábado e domingo:

1. Conhecendo um dos locais mais selvagens da Serra do Alvão:

Esta caminhada começa às 8h00 de sábado, dia 5, em frente à Junta de Freguesia de Alvadia, concelho de Ribeira de Pena, e destina-se a “qualquer pessoa interessada em caminhar numa paisagem agropastoril de montanha e em alguns dos locais mais selvagens da serra do Alvão”, explicam os organizadores.

As aves vão ser o tema central deste passeio na Serra do Alvão, na zona de transição entre Trás-os-Montes e o Minho, numa serra onde ainda hoje coexistem “o lobo, o corço, várias aves de rapina, pastagens de montanhas ou carvalhais centenários.”

A organização cabe à Biomater – Ambiente, Sustentabilidade e Conservação da Natureza, aos Baldios da Freguesia de Alvadia e ainda à Aguiarfloresta.

2. À descoberta das Aves do Parque Natural do Douro Internacional:

Este percurso circular com cerca de 3 km começa pelas 9h00 de sábado – e repete-se no domingo – em Almofala, Figueira de Castelo Rodrigo, e vai seguir a pequena rota de Santo André das Arribas. Tem final previsto para as 14h00.

A organização, que cabe ao Parque Natural do Douro Internacional, área protegida junto à fronteira com Espanha, promete dar a conhecer as várias espécies de aves rupícolas que habitam as arribas das margens do rio Douro e do seu afluente Águeda.

3. À descoberta das Aves e Habitats da Estrela:

Com início às 8h30 de sábado em Seia, na Serra da Estrela, e final previsto para as 18h30, no mesmo local, esta actividade “pretende contribuir para o conhecimento e divulgação da avifauna e dos habitats do Parque Natural da Serra da Estrela e tem como objectivos principais a observação das espécies de aves que ocorrem na região, no seu meio natural.”

A organização cabe ao Centro de Interpretação da Serra da Estrela (município de Seia) e ao CERVAS – Centro de Ecologia, Recuperação e Vigilância de Animais Selvagens.

4. Ornitólogo por um dia:

O ponto de encontro é a zona de Vale Caranguejo, junto às ruínas do antigo Forte do Rato, em Tavira, pelas 9h00.

Quem participar nesta acção que dá a conhecer aves da Ria Formosa, no Algarve, vai aprender como “contribuir para a preservação das diferentes espécies de aves migradoras ou residentes, lugares de nidificação e pontos de passagem para outros habitats.” A organização é do Centro de Ciência Viva de Tavira.

5. Madrugada no Paul da Tornada:

O desafio neste caso é levantar-se bem cedinho e chegar ao Paul da Tornada, na zona das Caldas da Rainha, a partir das 6h00 da manhã. Esta acção de observação, organizada pelo Centro Ecológico Educativo do Paul da Tornada, realiza-se nos observatórios desta área protegida.

6. Charcas Vivas:

Esta acção na zona de Avis, Alentejo, que se realiza durante a manhã de domingo, dia 6, convida os participantes a “descobrir a importância da preservação das pequenas charcas e barragens”, conhecendo as espécies que ali residem e como são importantes para as aves migradoras.

Este passeio é organizado pela da Associação dos Amigos da Natureza de Cabeção e realiza-se na IBA (‘Área Importante para as Áreas e Biodiversidade’) de Cabeção e Pavia.

7. Passeio de Observação de Aves em Monsanto

Na manhã de domingo, os participantes nesta iniciativa vão percorrer um percurso circular com cerca de 5 km pelo Parque Florestal de Monsanto, passando pelo muro norte da Tapada da Ajuda e pelo anfiteatro Keil do Amaral. “Esperamos sensibilizar os participantes para a riqueza de aves do parque de Monsanto, num período sensível de migração de aves”, indica a Associação Portuguesa de Educação Ambiental, responsável pela organização deste passeio.


Saiba mais.

Saiba como fazer as inscrições e conheça todo o programa do EuroBirdwatch deste ano, em Portugal, no site da SPEA.