Que espécie é esta: cobra-de-água-viperina

A leitora Laura Costa fotografou esta cobra em Melides, Grândola, a 13 de Abril e pediu ajuda na identificação. Luís Ceríaco responde.

“No dia 13 de abril avistei uma cobra na região de Melides, concelho de Grândola às 10h da manhã. A cobra era de pequenas dimensões, sensivelmente do comprimento da minha mão”, escreveu Laura Costa à Wilder.

Trata-se de uma cobra-de-água-viperina (Natrix maura).

Espécie identificada por: Luís Ceríaco, especialista em répteis e investigador do Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto.

De acordo com o guia “Anfíbios e Répteis de Portugal”, lançado em Novembro de 2017, esta é uma espécie que vive um pouco por toda a parte em Portugal.

É uma cobra de tamanho médio, que mede entre 60 a 130 centímetros de comprimento. Pode ser castanha, cinza, verde ou amarelada.

Tem hábitos diurnos e está activa desde a Primavera até ao começo do Outono. Nos meses mais frios costuma hibernar.

Segundo Luís Ceríaco, é inofensiva.


Agora é a sua vez.

Encontrou um animal ou planta que não sabe a que espécie pertence? Envie para o nosso email a fotografia, a data e o local. Trabalhamos com uma equipa de especialistas que o vão ajudar.

Explore a série “Que espécie é esta?” e descubra quais as espécies que já foram identificadas, com a ajuda dos especialistas.


Já que está aqui…

Apoie o projecto de jornalismo de natureza da Wilder com o calendário para 2021 dedicado às aves selvagens dos nossos jardins.

Com a ajuda das ilustrações de Marco Nunes Correia, poderá identificar as aves mais comuns nos jardins portugueses. O calendário Wilder de 2021 tem assinalados os dias mais importantes para a natureza e biodiversidade, em Portugal e no mundo. É impresso na vila da Benedita, no centro do país, em papel reciclado.

Marco Nunes Correia é ilustrador científico, especializado no desenho de aves. Tem em mãos dois guias de aves selvagens e é professor de desenho e ilustração.

O calendário pode ser encomendado aqui.