Que espécie é esta: pica-pau-verde

O leitor Paulo Amaral fotografou esta ave a 2 de Janeiro em Belas, Sintra, e quis saber qual a espécie. Gonçalo Elias dá-lhe a identificação.

“Fotografei esta ave num bosque em Belas, Sintra. Foi a vocalização dela que me despertou a atenção e inicialmente pensei tratar-se de uma ave de rapina”, contou o leitor à Wilder.

“Encontrava-se numa árvore isolada, não permitindo uma maior aproximação. Apesar de ter usado uma teleobjetiva, tive de recorrer ao zoom digital para uma melhor identificação. Que ave será? Um Pica-pau?”

Trata-se de um pica-pau-verde (Picus sharpei).

Espécie identificada por: Gonçalo Elias, responsável pelo portal Aves de Portugal.

Esta espécie (ainda) aparece em alguns guias de campo como Picus viridis, mas recentemente as populações ibéricas foram separadas das restantes e agora têm o estatuto de espécie. Agora dão pelo nome de Picus sharpei.

O pica-pau-verde é o maior dos nossos pica-paus e também pode ser conhecido como peto-verde ou peto-real, explica o portal Aves de Portugal.

Tem o corpo verde, coroa vermelha e um voo ondulado.

Pode ser visto por todo o território em qualquer zona densamente florestada, especialmente em pinhais. Podemos vê-lo durante todo o ano, dado ser uma espécie residente.


Agora é a sua vez.

Encontrou um animal ou planta que não sabe a que espécie pertence? Envie-nos para o nosso email a fotografia, a data e o local. Trabalhamos com uma equipa de especialistas que o vão ajudar.

Explore a série “Que espécie é esta?” e descubra quais as espécies que já foram identificadas, com a ajuda dos especialistas.


Já que está aqui…

Apoie o projecto de jornalismo de natureza da Wilder com o calendário para 2021 dedicado às aves selvagens dos nossos jardins.

Com a ajuda das ilustrações de Marco Nunes Correia, poderá identificar as aves mais comuns nos jardins portugueses. O calendário Wilder de 2021 tem assinalados os dias mais importantes para a natureza e biodiversidade, em Portugal e no mundo. É impresso na vila da Benedita, no centro do país, em papel reciclado.

Marco Nunes Correia é ilustrador científico, especializado no desenho de aves. Tem em mãos dois guias de aves selvagens e é professor de desenho e ilustração.

O calendário pode ser encomendado aqui.