Foto: Danilo Cedrone/Wiki Commons

Lançada em Portugal nova campanha para promover o consumo responsável de pescado

Como ajudar

“Em breve esta espécie terá desaparecido!….E o peixe também!” é o nome da campanha lançada hoje pela ANP/WWF, no Greenfestival no Estoril, para promover o consumo responsável de pescado.

 

Esta é a nova campanha publicitária do projeto Fish Forward (que ocorre em 17 países, incluindo Portugal) e que apela aos consumidores para fazerem a diferença e escolher peixe de forma responsável para proteger a vida humana, o pescado e os oceanos.

“A sobrepesca e as alterações climáticas são as maiores ameaças para o pescado e para os oceanos e ameaçam também o modo de vida e a segurança alimentar de milhões de pessoas em todo o mundo”, segundo a WWF Internacional. Entre os especialmente afectados estão pescadores e mulheres, processadores, embaladores, transportadores, e as pessoas que dependem diretamente do peixe como fonte de alimentação.

Segundo a WWF, actualmente 33% das espécies de peixe são sobrexploradas e 60% estão na sua capacidade máxima, sem possibilidade de aumentar as capturas sem incrementar ainda mais a sobrepesca do stock. Ao mesmo tempo, mais de três mil milhões de pessoas dependem do peixe como fonte essencial de proteína.

“Os oceanos sobrexplorados colocam a segurança alimentar mundial em risco, assim como a subsistência de 800 milhões de pessoas que dependem do pescado para obter comida e rendimento”, disse, em comunicado, Rita Sá, responsável pelo programa oceanos e pescas da ANP/WWF em Portugal.

A Europa, o maior mercado de pescado do mundo, importa 60% do pescado que consome. “A Europa pode ser um grande impulsionador de mudanças na indústria global de pescado. Uma escolha sustentável de peixe e marisco faz uma diferença fundamental para milhões de pessoas dependentes de pescado”, salientou a mesma responsável.

A juntar a esta tendência, “espera-se que as alterações climáticas alterem a produtividade das pescas, levando a um cenário em que existirá ainda menos peixe a Sul do globo”, acrescenta a organização.

Aproveitando o lançamento desta campanha, Angela Morgado da ANP/WWF em Portugal desafia “os consumidores, os retalhistas e os políticos portugueses a desempenharem um papel de liderança na garantia de uma pesca mais sustentável”.

Esta campanha é lançada antecipando o Dia Mundial da Alimentação (que se celebra no próximo dia 16 de Outubro).

 

Agora é a sua vez.

A WWF preparou este guia para o ajudar a consumir pescado de forma mais sustentável.