Foto: Pixabay

Limites na pesca de sardinha baixam para 2.181 toneladas

Monitor

A partir desta quinta-feira, 1 de Agosto, as frotas portuguesas de pesca têm um novo limite de captura de sardinha ibérica. O objectivo é permitir a recuperação da espécie.

A pesca de sardinha por embarcações portuguesas estava interdita desde Setembro passado, mas voltou a ser permitida no início de Junho, num total de 10.799 toneladas a repartir entre Portugal e Espanha, cabendo 7.181 toneladas às frotas portuguesas.

Deste valor, 5.000 toneladas deste peixe puderam ser pescadas entre o início de Junho e dia 31 de Julho, como definia um despacho publicado em Diário da República em Maio passado.

A partir de Agosto, o limite é determinado pelas restantes 2.181 toneladas que foram acordadas para as frotas portuguesas, entre a Comissão Europeia, Espanha e Portugal. Mantêm-se também as proibições que impedem a pesca deste peixe aos fins-de-semana e aos feriados, que se estendem a partir de agora às quartas-feiras.

Cardume de sardinha-ibérica. Foto: Alessandro Duci

O valor final acordado para a pesca por Portugal e Espanha é superior às 10.000 toneladas propostas inicialmente pela Comissão Europeia.

Em Julho de 2018, o Conselho Internacional para a Exploração dos Mares (CIEM, em inglês, ICES) emitiu um parecer científico sobre a sardinha ibérica (Sardina pilchardus) que aconselhava uma quota de captura zero para o ano de 2019, tendo em conta a situação preocupante dos stocks.


Saiba mais.

Fique a saber mais sobre a sardinha ibérica aqui.