Pato-trombeteiro. Foto: Andreas Trepte/Wiki Commons

Mais de 100 espécies de aves aquáticas passaram o Inverno na Andaluzia

Natureza

O censo de aves aquáticas invernantes de 2018 na Andaluzia registou um total de 707.038 aves de 102 espécies diferentes, segundo os resultados divulgados nesta segunda-feira.

 

As contagens foram feitas em 240 zonas húmidas da Andaluzia. Destas, o Espaço Natural de Doñana e a sua área de influência é o principal refúgio para a avifauna invernante da região.

O censo registou um total de 707.038 aves, um número que segue a média dos últimos anos mas que ficou abaixo do registado no ano passado, com 922.000.

No geral, a população de aves aquáticas invernantes mostra uma tendência de crescimento no período de 2004 a 2018, disse José Fiscal, conselheiro de Ambiente e Ordenamento do Território na Andaluzia, aquando da apresentação dos resultados do censo.

A maioria das aves que passaram o Inverno nas zonas húmidas da Andaluzia – 450.000 animais de 85 espécies, correspondendo a 63% – escolheu o Espaço Natural de Doñana. Os patos foram o grupo mais numeroso.

Em Doñana contaram-se 116.000 patos-trombeteiros (Anas clypeata), 31.190 arrabios (Anas acuta), 23.235 marrequinhas-comuns (Anas crecca) e 22.190 gansos-bravos (Anser anser). No total, estas quatro espécies representam 43% da população de aves aquáticas monitorizada nesta área protegida.

Outras espécies com populações invernantes muito significativas em Doñana foram o flamingo (Phoenicopterus roseus), com 46.339 aves; o maçarico-de-bico-direito (Limosa limosa), com 28.522 aves; e o pilrito-comum (Calidris alpina), com 20.520 aves.

A Junta da Andaluzia destaca ainda como recorde histórico os 19.847 indivíduos invernantes de pato-de-bico-vermelho (Netta rufina), 11.765 de zarro-comum (Aythya ferina), 464 de garça-branca-grande (Ardea alba) e os 368 de gaivota-de-bico-fino (Larus genei).

Além de Doñana, as zonas húmidas mais importantes da Andaluzia são o Parque Natural Bahía de Cádiz (com 68.942 aves de 62 espécies), a lagoa de Fuente de Piedra (com 37.570 aves de 27 espécies) e a Paisagem Protegida Marismas del Odiel (com 20.112 aves de 60 espécies).

No total, a Andaluzia tem 205 zonas húmidas, com uma superfície de 136.616 hectares.

 

Agora é a sua vez.

Aqui ficam cinco espécies de patos para procurar em Portugal neste Inverno.

Divirta-se a colorir estes patos que pode encontrar nas zonas húmidas portuguesas.