Dara McAnulty. Foto: D.R.

Naturalista irlandês de 16 anos vence British Book Awards na categoria Não Ficção

Diary of a Young Naturalist, por Dara McAnulty, venceu a categoria Não Ficção-Narrativa dos British Book Awards 2021, foi ontem revelado.

Dara MacAnulty tinha 14 anos quando começou a escrever o seu primeiro livro. Ao longo de um ano, Dara foi construindo uma narrativa sobre os seus dias enquanto adolescente naturalista na Irlanda do Norte.

“Fui diagnosticado com Asperger/autismo quando tinha cinco anos… Aos sete anos sabia que era muito diferente. Acostumei-me ao isolamento. A minha incapacidade de me ligar ao mundo falando de futebol ou de Minecraft não era tolerada. Depois veio o bullying. A natureza tornou-se muito mais do que um escape; tornou-se um sistema de suporte de vida”, disse Dara McAnulty, em comunicado, quando o seu livro venceu o Wainwright Prize 2020, prémio de escrita de natureza.

Segundo um dos membros do júri dos British Book Awards, este é um livro “eloquente, cheio de esperança e uma inspiração e encorajamento para nos relacionarmos com o mundo natural que nos rodeia”.

O livro foi publicado pela editora sediada em Dorset Little Toller Books. A capa foi ilustrada por Barry Falls, que passou um dia com o autor a caminhar pelos seus locais favoritos para o conhecer melhor e a paisagem sobre a qual escreveu.

“Nunca imaginei o que este livro poderia fazer. Era suposto ser apenas uma pequena compilação de blogs e algo que me fizesse sentir orgulhoso. A ideia de que um jovem pode entrar no mundo literário, normalmente reservado a adultos, foi uma enorme revelação. Quero agradecer à minha família, que me apoiou sempre. As nossas vozes têm o poder de mudar o mundo”, comentou ontem à noite o autor no Twitter.

Além do livro Diary of a Young Naturalist, os nomeados para esta categoria eram A Promised Land, por Barack Obama, A Life on Our Planet, por David Attenborough,Tomorrow will be a Good Day, por Captain Sir Tom Moore, Entangled Life, por Merlin Sheldrake e Me and White Supremacy, por Layla F. Saad.

Os British Book Awards foram lançados em 1990 para distinguir livros, livrarias e editoras. Este ano, a cerimónia de entrega dos prémios aconteceu online, ontem à noite.