Oceanos. Foto: Mobibit/Pixabay

Nova campanha pelos oceanos arranca com limpeza de praia na Ericeira

Como ajudar

“Um Oceano em Mudança” é o nome da campanha que vai decorrer durante a Primavera para conservar as espécies marinhas. A 25 de Abril há uma limpeza de praia na Ericeira.

 

A campanha assenta no “respeito pela natureza, prevenção de lixo e medidas para devolver a saúde aos nossos mares”, segundo um comunicado dos organizadores, enviado ontem à Wilder.

Durante oito semanas, a campanha estará no terreno com três iniciativas: uma limpeza de praia na Ericeira (25 de Abril), workshops “Transforma o Lixo em Arte“ e uma exposição das obras criadas na “Praça da Europa“, em Lisboa.

A campanha, que quer contar com o envolvimento activo da população, é uma parceria entre a Ocean Hope, Futurix e Skeleton Sea, em cooperação com o Gabinete do Parlamento Europeu e a Representação da Comissão Europeia em Portugal.

“‘Um Oceano em Mudança’ é o mote para uma atuação conjunta, tanto com a natureza como pela natureza e que, posteriormente, pode ser exibida”, explicam os organizadores. A campanha “não só irá atrair a atenção para a proteção da natureza e do ambiente, como irá também ser incorporada na vida quotidiana da população”.

A limpeza de praia acontece a 25 de Abril, das 10h00 às 13h00, na Praia da Foz do Lizandro, na Ericeira, “em plena costa atlântica, onde as vagas de primavera trazem consigo algum lixo para a costa; sujidade, detritos e objetos estranhos. Coisas que não pertencem ao mar” e que “representam uma terrível ameaça à vegetação e às diversas formas de vida marinha”.

Nos dias 2 e 3 de Maio de 2019 decorrerá o workshop “Transforme o Lixo em de Arte”, na Praça da Europa, em Lisboa.

Quatro semanas depois, o lixo recolhido a partir da limpeza da Praia da Foz do Lizandro será então processado. Os artistas do “Skeleton Sea”, Xandi Kreuzeder e João Parrinha, trabalharão com grupos de crianças. A inspiração é dada pelo “Polvo Incógnito”, o incognito octopus, que será exposto na Praça da Europa em Lisboa até ao dia 8 de Junho – o Dia Mundial dos Oceanos, juntamente com os vencedores do concurso internacional de fotografia “I live by the Ocean”.

Fundado em 2005, o Skeleton Sea Artist Group é composto por três amigos e surfistas – Xandi Kreuzeder, Isabell Kreuzeder e João Parrinha. Trabalhando exclusivamente com destroços, sucatas, e qualquer outro lixo que encontram nas suas idas à praia, os artistas criam obras para a Skeleton Sea que transmitem a mensagem “Manter o oceano limpo!”

De 16 a 17 de Maio de 2019 marca-se o Dia Marítimo Europeu, no Centro de Congressos de Lisboa. “O foco será o empreendedorismo azul: a inovação e o investimento para transformar setores marítimos tradicionais e impulsionar tecnologias emergentes e cadeias de valor. Será dado um foco específico às áreas da investigação e da inovação para um oceano livre de plástico”.

A “Skeleton Sea – Arte do Mar” exibirá três das suas obras de arte: “Miss Flip Flop“, “The Albatross“ e “Abyss“, criadas a partir de lixo retirado do mar.