O maior papagaio do mundo viveu há 19 milhões de anos na Nova Zelândia

Ciência

Investigadores descobriram para a Ciência uma nova espécie de papagaio, Heracles inexpectatus. A ave teria um metro de altura e sete quilos de peso, segundo um artigo publicado nesta quarta-feira na revista Biology Letters.

O papagaio foi chamado Heracles inexpectatus, numa referência a Hércules, deus da mitologia grega de extraordinária força, e à sua descoberta inesperada, segundo um comunicado da Universidade Flinders, na Austrália.

Reconstrução do papagaio Heracles. Ilustração: Brian Choo/Universidade Flinders

Esta ave vivia numa floresta subtropical com uma grande diversidade de espécies de árvores e arbustos. “Deveria ser uma ave não voadora que se alimentava de frutos e sementes mas que, por vezes, poderia predar animais pequenos”, explicou o paleontólogo Trevor Worthy, da Universidade de Flinders.

Heracles foi descoberto perto da localidade de St Bathans, no extremo meridional da Ilha Sul neozelandesa entre fósseis que datavam de há 19 milhões de anos.

A jazida, conhecida por ter fósseis de aves do período do Mioceno, é uma janela para um habitat pré-histórico com animais e aves terrestres que povoaram a Nova Zelândia desde que os dinossauros habitaram a Terra há mais de 66 milhões de anos.

Segundo Vanesa De Pietri, curadora no Museu de Canterbury, a jazida revela uma fauna muito rica, com crocodilos, tartarugas, muitos morcegos e mais de 40 espécies de aves. “Este era um local muito diferente, com uma fauna muito pouco provável, que sobreviveu até há tempos recentes”.

“Há 20 anos que fazemos escavações nesta jazida e todos os anos se encontram novas aves e outro tipo de animais”, acrescentou Worthy. “A Nova Zelândia é bem conhecida pelas suas aves gigantes”, comentou. Como a já extinta moa, parecida com uma avestruz e que teria cerca de três metros de altura, duas espécies de gansos gigantes, uma águia gigante, entre outras espécies de grande tamanho que viviam nas florestas da ilha.

“Mas até agora ninguém tinha encontrado um papagaio gigante. Em lugar nenhum”, disse Worthy que participou neste estudo, publicado na revista científica Biology Letters, juntamente com outros investigadores da Universidade da Nova Gales do Sul, em Sidney, e do Museu neozelandês de Canterbury.

O fóssil tem um tamanho duas vezes superior ao do kakapo (Strigops habroptilus), ave não voadora neozelandesa e que, até agora, era o maior papagaio alguma vez conhecido.

A espécie agora descoberta para a Ciência pertenceria a um grupo antigo de papagaios da Nova Zelândia, que parecem ser mais primitivos do que os papagaios actuais.

“Apesar de o Heracles ser uma das aves mais espectaculares que alguma vez encontrámos, sem dúvida existirão muitas mais espécies inesperadas para serem descobertas nesta jazida”, disse Worthy.