Gorila-da-montanha. Foto: Sharp Photography/Wiki Commons

Parque Nacional de Virunga encerra para proteger os gorilas da montanha

Monitor

Como resultado da situação causada a nível mundial pelo Covid-19, o Parque Nacional de Virunga, na República Democrática do Congo, tomou a “difícil decisão” de encerrar temporariamente a área protegida aos turistas a partir de 23 de Março.

 

O Parque Nacional de Virunga, Património Mundial da UNESCO, alberga cerca de um terço da população mundial de gorila da montanha (Gorilla beringei beringei).

Esta é uma espécie classificada como Em Perigo de extinção pela União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN).

O encerramento temporário do Parque, uma decisão tomada a 18 de Março, foi assumida como uma “medida de precaução e está em linha com a recomendação da Organização Mundial de Saúde para restringir os movimentos e limitar o contacto social”, explicou o Parque em comunicado.

Assim, não são aceites marcações de percursos para ver os gorilas da montanha naquela área protegida até 1 de Junho.

Para Virunga, em particular, foi seguido o conselho de especialistas e cientistas, segundo os quais os primatas, incluindo os gorilas da montanha, serão susceptíveis de sofrer complicações de saúde por causa do Covid-19. Por isso, “devemos continuar firmemente empenhados na protecção da nossa população desta espécie ameaçada”.

“Sabemos que os gorilas são muito sensíveis às doenças dos humanos”, disse Paula Kahumbu, directora-executiva da organização de conservação WildlifeDirect, com sede no Quénia, citada pela revista Newsweek.

“Se alguém tiver uma constipação ou gripe está proibido de ir ver os gorilas”, acrescentou Kahumbu. “Como o coronavírus pode estar durante muito tempo sem accionar sintomas, isso significa que poderíamos pôr aqueles gorilas em risco.”

O vizinho Ruanda, que também alberga gorilas da montanha e outros primatas, também encerrou três parques nacionais, avança a BBC.

Estas são preocupações fáceis de compreender, especialmente se tivermos em conta o reduzido número de gorilas da montanha que restam no mundo.

De acordo com censos de 2019, existem 1.063 gorilas da montanha em todo o mundo, distribuídos por duas populações. O Maciço de Virunga, registou 604 gorilas e o ecossistema de Bwindi-Sarambwe registou 459, o número mais elevado alguma vez conseguido nesta área.

As maiores ameaças a estes primatas são a caça ilegal, a perda de habitat, as doenças e as alterações climáticas, segundo a organização WWF.