Oceano Atlântico. Foto: Tiago Fioreze/Wiki Commons

Polícia Marítima apreende 250 quilos de bivalves no Parque Natural da Arrábida

Monitor

A apreensão foi feita esta segunda-feira nas águas do Parque Marinho Professor Luiz Saldanha, no âmbito de uma acção de fiscalização à apanha ilegal de bivalves naquela área protegida.

 

A acção de fiscalização, realizada pelo Comando-local da Polícia Marítima de Setúbal, aconteceu na madrugada de dia 27 de Janeiro, segundo um comunicado da Polícia Marítima.

“Nesta acção foi detetada uma embarcação de pesca costeira, em situação ilegal, em plena faina de pesca comercial com ganchorras, na captura de bivalves.”

As autoridades identificaram os responsáveis e apreenderam os cerca de 250 quilos de bivalves. Segundo a Polícia Marítima, estes foram “posteriormente devolvidos ao seu habitat por se encontrarem vivos”.

O Parque Marinho Professor Luiz Saldanha, integrado no Parque Natural da Arrábida, estende-se por 52 quilómetros quadrados de extensão, ao longo da costa Sul da Península de Setúbal, entre a Serra da Arrábida e o Cabo Espichel.

Foi criado em 1998 e o seu nome é dedicado a Luiz Saldanha, biólogo que estudou aquela zona costeira. É uma importante zona de crescimento e refúgio de juvenis de muitas espécies marinhas, nomeadamente de peixes.

“É uma área com elevadíssima diversidade vegetal e animal estando registadas mais de 1.400 espécies”, segundo o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).