Que espécie é esta: aranha-de-cruz

Naturalistas locais

Foto: Mário Marques

O leitor Mário Marques fotografou esta aranha a 14 de Julho no Forninho, Palmela, e quis saber a que espécie pertence. Sérgio Henriques responde.

 

“Enquanto regava o meu jardim, reparei no meio de uma teia, muito bem posicionada, esta aranha a caçar. Tinha cerca de dois centímetros de comprimento, de cor amarelada, uma cruz branca no dorso do abdómen e as patas cobertas de pelos”, conta o leitor à Wilder.

 

 

“Fiquei a observar o seu comportamento e, curiosamente, movia-se rapidamente, rodopiava sobre si, como uma aranha saltadora, para se virar para as possíveis presas, quando estas passavam perto da teia. Ao caçar um inseto comia-o de imediato. Na parte superior da teia havia um abrigo, feito com folhas coladas com fio de teia para onde a aranha “corria” sempre que sentia algum perigo.”

“Gostaria de saber se é possível identificar esta aranha.”

Trata-se de uma fêmea de aranha-de-cruz (Araneus diadematus).

Espécie identificada por: Sérgio Henriques, líder do grupo de especialistas em aranhas e escorpiões da UICN (União Internacional para a Conservação da Natureza) e especialista da Sociedade Zoológica de Londres.

Esta é uma espécie bastante comum em ambientes urbanos. Pela sua cor e comportamento (de ficar no meio da teia), é das aranhas mais fotografadas em todo o mundo.

A aranha não tem a mesma capacidade física que uma aranha saltadora, mas na sua teia está como peixe na água e consegue mover-se incrivelmente depressa, para um animal que até é bastante lento quando está no chão.

O comportamento habitual de caça é o de paralisar as presas, com a sua mordedura. E uma vez que estas estão a dormir, enrola-as rapidamente numa cama de seda. Neste caso parece que havia muito insectos e ela achou que o melhor era guardar o que caçou para mais tarde, reparar a sua teia (caso se tenha danificado durante a caçada) e preparar-se para a presa seguinte, colocando-se de novo no meio da sua teia.

É um predador impressionante de observar e o seu nível de sucesso está muitas vezes a 100%, o que é impressionante no reino animal.

 

Agora é a sua vez.

Encontrou um animal ou planta que não sabe a que espécie pertence? Envie para o nosso email a fotografia, a data e o local. Trabalhamos com uma equipa de especialistas que o vão ajudar.

Explore a série “Que espécie é esta?” e descubra quais as espécies que já foram identificadas, com a ajuda dos especialistas.