Foto: Syrio/WikiCommons

Que espécie é esta: aranha Micrommata

Naturalistas locais

O leitor Pedro Neves encontrou esta aranha a 4 de Janeiro no Entroncamento (Santarém), e pediu ajuda na identificação. Sérgio Henriques responde.

 

Foto: Pedro Neves

 

Trata-se de uma aranha do género Micrommata, possivelmente Micrommata virescens

Espécie identificada e texto por: Sérgio Henriques, líder do grupo de especialistas em aranhas e escorpiões da UICN (União Internacional para a Conservação da Natureza) e especialista da Sociedade Zoológica de Londres.

A aranha em questão é uma Micrommata, possivelmente um macho de Micrommata virescens, a espécie portuguesa deste género mais provável de possuir a coloração amarela que se vê na foto (a menos que seja um artefacto da própria fotografia).

É no entanto curioso que tenha sido encontrada em Janeiro, pois os machos desta espécie só costumam sair em Março com o pico de ocorrência em Maio ou Junho. Pelo que talvez seja um juvenil.

De qualquer modo, é uma espécie que normalmente vive em ervas, e cuja coloração verde ou amarela a tornam muito difícil de detectar.

É no entanto espetacular de observar, porque é muito rápida e uma excelente saltadora.

Se eu fosse recomendar a alguém fazer um documentário de aranhas a caçar em Portugal, recomendaria esta espécie, porque são, de facto, predadores excepcionalmente atléticos.

 

Agora é a sua vez.

Encontrou um animal ou planta que não sabe a que espécie pertence? Envie-nos para o nosso email a fotografia, a data e o local. Trabalhamos com uma equipa de especialistas que o vão ajudar.

Explore a série “Que espécie é esta?” e descubra quais as espécies que já foram identificadas, com a ajuda dos especialistas.

 

Descubra o Calendário Wilder 2020

Para o ano de 2020 criámos um calendário inspirado nas espécies de plantas, animais e cogumelos de Portugal, com 12 das melhores imagens que recebemos dos nossos leitores, através do Que Espécie É Esta. E com os dias mais especiais dedicados à Natureza, de Janeiro a Dezembro. 

Saiba aqui como adquirir. 

Desta forma está a apoiar o trabalho da Wilder, revista online independente dedicada ao jornalismo de natureza.