O leitor David Kenyon fotografou uma “erva estranha” na sua quinta em Tomar, no mês de Abril, e pediu a identificação da espécie. Filipe Covelo responde.

 

A gramínea em questão começou a aparecer em meados de Março, explicou David Kenyon. “Parece gostar do Centro de Portugal.”

Trata-se da espécie Briza maxima, conhecida pelos nomes comuns bole-bole-maior e chocaleira-maior.

Espécie identificada e texto por: Filipe Covelo, colaborador do Jardim Botânico e do Herbário da Universidade de Coimbra (UC), no âmbito do projecto PRISC (Portuguese Research Infrastructure of Scientific Collections). O Jardim Botânico da UC tem a decorrer um projecto de consultas botânicas para o qual pode enviar as perguntas e dúvidas que tiver sobre plantas (consultorio.botanico@uc.pt).

 

Foto: David Kenyon

 

Esta gramínea pertence à família Poaceae, a mesma do centeio, da cevada, do milho e da aveia.

É uma erva anual, com colmos de 10 a 80cm, com espiguetas ovadas a oblongas.

Esta espécie nativa da região mediterrânica e macaronésia é muito comum em Portugal. Ocorre em prados, searas, campos agrícolas, montados, clareiras e orlas de matos, bosques e pinhais. Tem uma grande amplitude ecológica embora com alguma preferência por locais secos.

É utilizada como forragem para os animais e por vezes como ornamental.

 

Agora é a sua vez.

Encontrou um animal ou planta que não sabe a que espécie pertence? Envie para o nosso email a fotografia, a data e o local. Trabalhamos com uma equipa de especialistas que o vão ajudar.

Explore a série “Que espécie é esta?” e descubra quais as espécies que já foram identificadas, com a ajuda dos especialistas.