Foto: Isidre blanc/Wiki Commons

Que espécie é esta: cássia-branca ou sândalo-branco

Naturalistas locais

A leitora Maria Luísa Lopes pediu informações sobre uma planta que costuma observar na zona onde vive, na serra da Arrábida. O Jardim Botânico da Universidade de Coimbra responde.

 

“O meu nome é Luísa Lopes e gostaria da vossa ajuda para identificar uma planta que existe com alguma abundância na zona onde vivo, mas não consigo identificar em lado nenhum. A zona onde vivo e encontro esta planta é na serra da Arrábida, numa encosta virada para norte, perto de Azeitão.”

 

ramo com pequenas flores amarelas

Planta em flor, no final de Abril. Foto: Luísa Lopes

 

Tudo indica que a planta em questão pertence à espécie Osyris alba, um arbusto conhecido pelos nomes comuns de cássia-branca, ata-pulgas, osíride ou sândalo-branco.

Espécie identificada por: Jardim Botânico da Universidade de Coimbra (JBUC), que tem a decorrer um projecto de consultas botânicas para o qual poderá enviar todas as perguntas e dúvidas que tiver sobre as plantas (consultorio.botanico@uc.pt).

Esta planta “com folhas muito miudinhas, caule fininho mas duro, flores muito pequeninas amarelas que depois desenvolvem bagas vermelhas” – como a descreve Maria Luísa Lopes – é um arbusto dióico. Ou seja, pertence ao pequeno grupo de 6% de espécies de plantas, em todo o mundo, que ou são masculinas ou são femininas. As restantes espécies são hermafroditas.

 

bagas verdes e uma vermelha

Planta com bagas, em meados de Agosto. Foto: Luísa Lopes

 

No caso desta planta, o facto de ter frutos (as suas bagas) identifica-a como uma planta do género feminino.

Este arbusto é autóctone e comum em matagais secos e orlas de bosques. Pode observar-se um pouco por todo o território continental português, como mostra o portal Flora-On. É hemiparasítico, ou seja, pode aproveitar a seiva de outras plantas, mas não depende totalmente destas.

 

Agora é a sua vez.

Encontrou um animal ou planta que não sabe a que espécie pertence? Envie-nos para o nosso email a fotografia, a data e o local. No caso de plantas, deve enviar fotos de pormenor das folhas, frutos e flores (se houver), se possível também tiradas contra o céu. Trabalhamos com uma equipa de especialistas que o vão ajudar.

Explore a série “Que espécie é esta?” e descubra quais as espécies que já foram identificadas, com a ajuda dos especialistas.