Que espécie é esta: papa-moscas-preto

A leitora Alexandra Valongueiro fotografou esta ave a 20 de Setembro em Viana do Castelo e quis saber a que espécie pertence. Gonçalo Elias dá-lhe a identificação.

“Esta pequena ave estava em apuros numa marquise em Viana do Castelo. Foi facilmente apanhada pelo meu pai que a libertou de seguida, voando se problemas”, escreveu Alexandra Valongueiro à Wilder.

“Eu não vi a ave, por isso não tenho tenho informação sobre voo ou vocalizações… Gostava que identificassem a espécie, pois tenho umas ideias, mas principalmente dúvidas.”

A espécie que observou é um papa-moscas-preto (Ficedula hypoleuca).

Espécie identificada por: Gonçalo Elias, responsável pelo portal Aves de Portugal.

Os papa-moscas-pretos são mais pequenos do que o pardal-doméstico e pesam cerca de 12 gramas.

O papa-moscas-preto pode ser observado em Portugal durante as épocas de migração, em especial no mês de Setembro, quando a espécie faz uma pausa prolongada, na viagem de regresso aos territórios de invernação na Costa do Marfim e Guiné.

Desde o final do Verão e o início do Outono, este migrador de passagem é uma das aves mais comuns no nosso território, segundo o portal Aves de Portugal.

“No período em que o papa-moscas-preto ocorre no nosso território  apresenta já a plumagem de Inverno, menos vistosa que a plumagem nupcial. Esta última é raramente observada em Portugal, tratando-se basicamente de uma combinação de preto no dorso e nuca, cauda preta, asas pretas com mancha branca nas primárias, e peito e garganta brancos (nos machos). No Outono, esta espécie substitui os pretos por tonalidades acastanhadas e sem ostentar a típica mancha branca na testa. Em ambas as 
plumagens é bastante notória a mancha branca nas asas, típica 
desta espécie.”


Agora é a sua vez.

Encontrou um animal ou planta que não sabe a que espécie pertence? Envie-nos para o nosso email a fotografia, a data e o local. Trabalhamos com uma equipa de especialistas que o vão ajudar.

Explore a série “Que espécie é esta?” e descubra quais as espécies que já foram identificadas, com a ajuda dos especialistas.