Foto: Ryan Hodnett/WikiCommons

Que espécie é esta: tecedeira-rebuçado-listrado

Naturalistas locais

O leitor Carlos Santos fotografou esta aranha a 18 de Julho na Foz do Neiva e quis saber a que espécie pertence. Sérgio Henriques responde.

“A foto foi tirada no meio de uma actividade de jardinagem”, explicou Carlos Santos.

Trata-se de uma tecedeira-rebuçado-listrado (Enophognatha ovata)

Espécie identificada e texto por: Sérgio Henriques, líder do grupo de especialistas em aranhas e escorpiões da UICN (União Internacional para a Conservação da Natureza) e especialista da Sociedade Zoológica de Londres.

A aranha que Carlos Santos encontrou é uma fêmea.

A espécie tem três tipos de padrão: pode ser só amarela (coloração lineata), pode ser amarela com a superficie dorsal toda vermelha (coloração ovata) ou como o exemplar da foto, ser amarela com duas listras vermelhas (coloração redimita).

Esta aranha ocorre um pouco por todo o centro e Norte de Portugal.

Como se percebe pelas patas bem finas e longas, é uma aranha que tece teias e que prefere florestas.

Gosta de zonas abertas com vegetação baixa com folhas largas, onde faz a sua teia. Esta é uma estrutura complexa com vários níveis, semelhante à teia da viúva-negra, que é da mesma família.

As aranhas tecedeiras-rebuçado-listrado aparecem por volta de Junho e têm um pico no final do Verão até Setembro ou Outubro. Depois desaparecem no Inverno.

Estas aranhas fazem um saco de ovos bem maior do que elas, coberto de seda com aspecto de algodão doce. São, como grande parte das aranhas, mães cuidadosas e guardam os ovos e alimentam as crias quando estas nascem.

Embora gostem de zonas abertas, estas aranhas são bastante flexíveis em termos de habitat, aparecendo de vez em quando em sítios bem diferentes. E talvez por terem essa flexibilidade foram introduzidas nos Estado Unidos.


Agora é a sua vez.

Encontrou um animal ou planta que não sabe a que espécie pertence? Envie para o nosso email a fotografia, a data e o local. Trabalhamos com uma equipa de especialistas que o vão ajudar.

Explore a série “Que espécie é esta?” e descubra quais as espécies que já foram identificadas, com a ajuda dos especialistas.