Foto: Joana Bourgard / Wilder

Seis detidos por caça ilegal de aves

Natureza

Militares do Posto Territorial da GNR de Benavente detiveram, a 6 de Janeiro, seis homens entre os 26 e os 53 anos, por caça ilegal de aves, em Benavente (distrito de Santarém).

 

Os suspeitos foram surpreendidos em flagrante delito “a praticar a caça através de processos e meios de caça ilegal e sem quaisquer documentos legalmente exigidos”, segundo uma nota da GNR. Os detidos foram constituído arguidos e sujeitos a termo de identidade e residência.

A acção, que contou com o apoio dos militares do Posto Territorial de Marinhais, resultou também na apreensão de uma carabina de ar comprimido, uma caixa de chumbos, um camaroeiro, quatro raquetes, seis pombos e 41 pardais.

Um dia antes, 5 de Janeiro, em Resende (distrito de Viseu), a GNR constituiu arguido um homem de 50 anos por caça ilegal e posse de arma ilegal. “A identificação ocorreu na sequência de uma investigação por caça ilegal, no âmbito da qual foi efectuada uma busca domiciliária, tendo sido apreendido um javali, uma arma de caça e 15 cartuchos”, segundo a GNR.

De acordo com a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA), todos os anos há cerca de 130.000 aves selvagens que são capturadas ou abatidas ilegalmente.

Agora é a sua vez.

A SPEA tem neste momento em curso a campanha “Os passarinhos pertencem à Natureza”, contra a captura e combate ilegal de aves. Pode consultar aqui informações sobre este projecto, que apela à participação de todos os cidadãos na denúncia destes casos.