270 crias de peneireiro-das-torres anilhadas em Castro Verde

1 de Julho de 2015

As aves foram marcadas em meados de Junho no âmbito de uma campanha de anilhagem que a Liga para a Protecção da Natureza (LPN) faz todos os anos para conhecer melhor as colónias desta espécie em Castro Verde.

 

Ao longo de vários dias, os técnicos da LPN colocaram anilhas metálicas da Central Nacional de Anilhagem em 270 crias de Falco naumanni, revelou a organização na segunda-feira.

“Associado ao código de identificação da anilha, é registado o local de anilhagem, a data, a idade, o sexo e alguns dados biométricos como o peso e o comprimento da asa”, explica a organização.

Estes dados vão permitir à LPN conhecer melhor as rotas migratórias destes peneireiros e outros dados necessários que ajudem a definir medidas de conservação mais adequadas.

O peneireiro-das-torres chega a Portugal em Fevereiro para se reproduzir, vindo de África onde passou o Inverno. Pode formar colónias até centenas de casais, nidificando em cavidades de edifícios abandonados e monumentos históricos. Castro Verde alberga as maiores colónias da espécie em Portugal. Foi aí que decorreu um Projecto LIFE Peneireiro (2002-2006) para disponibilizar novos locais de nidificação para a espécie.

De acordo com a LPN, a população de peneireiro-das-torres era de 272 casais em 2001. Em 2007 eram mais de 550.