Corrida para conter derrame no mar ao largo da Califórnia

20 de Maio de 2015

Uma ruptura num oleoduto perto de Santa Bárbara, na Califórnia, derramou cerca de 80.000 litros de petróleo ao longo de seis quilómetros no oceano Pacífico, nesta terça-feira. As autoridades estão no local para tentar conter a poluição e salvar a vida selvagem, especialmente as baleias.

A fuga ocorreu cerca do meio-dia de ontem (às 20h00 em Portugal) no oleoduto operado pela empresa Plains All American Pipeline, que transporta petróleo ao largo da costa do Pacífico na Califórnia, junto ao parque natural Refugio State Beach.

O fluxo de petróleo foi fechado cerca de três horas depois de ter sido detectada uma mancha de petróleo no mar e na zona costeira. “A Plains lamenta profundamente esta fuga e está a fazer tudo para limitar o seu impacto no Ambiente”, diz em comunicado.

Um jornalista da CBS, no local, disse que a praia de Goleta estava coberta de petróleo mas que várias equipas de limpeza da Guarda Costeira e do Parque Natural estavam a intensificar as operações e que dois barcos estavam no mar para ajudar a vida selvagem.

A organização Environmental Defense Center, com sede em Santa Bárbara, está especialmente preocupada com as várias espécies de baleias que migram através daquelas águas. “Ver este nível de derrame num ambiente tão sensível é devastador”, disse Owen Bailey, director executivo da organização, em comunicado. “Estas águas são conhecidas como as Galápagos da América do Norte, com numerosas espécies de baleias a migrar nestas áreas protegidas marinhas”, salientou.