Morcego-rato-pequeno. Ilustração: Lúcia Antunes

Sete coisas sobre morcegos que precisa saber

Torne-se um perito

Descubra sete coisas fascinantes sobre os morcegos que vivem em Portugal. E parta à descoberta destes mamíferos nas cidades ou nos campos ao anoitecer.

 

 

  1. Alimentação

Em Portugal, os morcegos alimentam-se de traças, escaravelhos, mosquitos, gafanhotos, grilos, libelinhas, aranhas, moscas e lagartos. Por noite consomem, em média, entre um quarto a um terço do seu peso corporal. Apenas o morcego-arborícola-gigante pode comer, por vezes, pequenas aves.

 

  1. Longevidade

Um morcego pode viver até aos 30 anos de idade, mas isso é caso raro. Em estado selvagem costumam viver entre quatro a seis anos. A maioria alcança a maturidade sexual aos dois anos.

 

  1. Mães e crias

Os morcegos acasalam entre Agosto e Outubro. Depois hibernam até Maio, para evitar a escassez de alimento. Quando acordam, as fêmeas têm as crias, apenas uma por ano, e no mesmo sítio onde nasceram. Quando nascem, as crias têm pouco pêlo e juntam-se para terem mais calor. As suas asas só se desenvolvem totalmente aos dois meses de idade e por isso agarram-se à mãe ou à própria gruta. Por esta altura do ano, as crias já devem estar a sair dos abrigos pela primeira vez.

 

  1. Voos e asas

A forma das asas ajuda a identificar o tipo de vida dos morcegos. Se a envergadura da asa for muito comprida e estreita, isso quer dizer que voam mais alto e rápido e em áreas mais abertas. Se as asas forem mais curtas, voam mais baixo mas são mais ágeis e caçam em vegetação mais densa. Ainda assim, há uma coisa que estes exímios voadores evitam sempre que podem, mais do que a chuva ou as temperaturas: o vento. Em dias de vento muito forte evitam voar porque se torna mais difícil caçar e orientar-se.

 

  1. O batedor

Ver morcegos ao perto é difícil. Mas um dos melhores espectáculos é, sem dúvida, assistir ao início da noite à saída de bandos de morcegos das grutas onde passam o dia. Primeiro sai sempre um único morcego, o batedor, e dá uma volta de reconhecimento para ver se há condições de segurança. Pouco depois volta à gruta e avisa os outros. Então começam a sair em bandos para se alimentarem. Saem várias vezes à noite. Normalmente, a primeira coisa que fazem é beber água.

 

  1. Como dormem

É um mito instalado pelas histórias de vampiros que os morcegos dormem com as asas a cobrir o corpo. Na verdade, a maioria das espécies, ao dormir, encolhe as asas e prendem-nas debaixo dos braços. Só duas espécies é que se cobrem com as asas.

 

  1. E não, os morcegos não são cegos…

Os morcegos conseguem ver tão bem como nós. Mas como voam sobretudo à noite, é normal que não utilizem tanto a visão como os ultrassons para se orientarem.