Foto: Vanda Santos

Que espécie é esta: musaranho-de-dentes-vermelhos

Naturalistas locais

A leitora Vanda Cardoso fotografou este animal em Sobral de Monte Agraço a 13 de Janeiro e quis saber qual a espécie a que pertence. Joaquim Tapisso responde.

 

O pequeno animal foi encontrado quando Vanda fazia uma caminhada na zona de Casais de Santo Quintino, em Sobral de Monte Agraço. “Estávamos a fazer uma caminhada perto da zona dos fortes quando encontrámos este animal no caminho. Parecia estar morto”, conta a leitora.

Apesar de “ser semelhante a um rato, no tamanho e na cor”, o que despertou a atenção de Vanda foi o seu “focinho bicudo”.

 

 

A espécie que observou é um musaranho-de-dentes-vermelhos (Sorex granarius).

Espécie identificada por: Joaquim Tapisso, investigador da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Vários elementos ajudaram a identificar a espécie, concretamente a forma do focinho, a ausência de orelhas pronunciadas e aquilo que parece ser uma fiada de pontos mais escuros na boca (os dentes vermelhos).

O musaranho-de-dentes-vermelhos pode medir cerca de seis centímetros de comprimento mais a cauda, com cerca de quatro centímetros. Pesa cerca de sete gramas e alimenta-se de escaravelhos, minhocas e aranhas.

Tem pelagem macia e acastanhada, olhos muito pequenos e dentes com extremidades vermelhas.

Portugal terá cinco espécies de musaranhos e esta que a Vanda Cardoso encontrou é um endemismo ibérico, ou seja, a sua distribuição mundial está limitada a algumas zonas de Portugal e de Espanha.

Actualmente não há informação suficiente para avaliar o risco de extinção da espécie e o Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal (2005) classifica-o com o estatuto de Informação Insuficiente.

 

Agora é a sua vez.

Encontrou um animal ou planta que não sabe a que espécie pertence? Envie-nos para o nosso email a fotografia, a data e o local. Trabalhamos com uma equipa de especialistas que o vão ajudar.

Explore a série “Que espécie é esta?” e descubra quais as espécies que já foram identificadas, com a ajuda dos especialistas.

 

Precisamos de pedir-lhe um pequeno favor…

Se gosta daquilo que fazemos, agora já pode ajudar a Wilder. Adquira a ilustração “Menina observadora de aves” e contribua para o jornalismo de natureza. Saiba como aqui.