Fotos: Sílvio Teixeira

Os bandos de flamingos que estes leitores viram no Estuário do Sado

Leitores

Os leitores da Wilder Carolina Silva e Sílvio Teixeira partilham consigo os bandos de flamingos que tanto os impressionaram num passeio ao Estuário do Sado.

 

No início de Fevereiro, Carolina e Sílvio foram até ao Estuário do Sado, mais concretamente a Ameira (Alcácer do Sal). Encontraram centenas de flamingos a alimentarem-se nos terrenos húmidos, destinados à plantação de arroz na Primavera. E captaram-nos num pequeno vídeo e em fotografias.

 

 

É comum verem-se flamingos nesta área e neste período do ano, mas este bando era especialmente grande, o que impressionou Carolina e Sílvio. Tão depressa não vão esquecer os vários tons de rosa destas aves e o impressionante som do grasnar quando os bandos levantaram voo.

 

Foto: Carolina Silva e Sílvio Teixeira

Foto: Sílvio Teixeira

 

Os flamingos (Phoenicopterus roseus) não nidificam em Portugal. Mas a espécie pode ser observada durante todo o ano, nas zonas húmidas litorais desde o Estuário do Tejo até ao Algarve. Procura águas pouco profundas ou lamas entre-marés.

A maioria dos indivíduos vem das colónias de Espanha, nomeadamente de Fuente Piedra e do Delta do Ebro, e do Sul de França (Camargue).

 

Foto: Carolina Silva e Sílvio Teixeira

Foto: Sílvio Teixeira

 

Estima-se que 7.500 flamingos passem o Inverno em Portugal, segundo o livro “Aves de Portugal” (2010). Os locais mais importantes são os estuários do Tejo, do Sado, a Ria Formosa e a Reserva Natural de Castro Marim.

 

 

Agora é a sua vez.

Tem recordações memoráveis dos seus passeios na natureza em Portugal? Conte-nos tudo e ajude a inspirar outros. Envie-nos as suas fotografias e testemunhos para geral@wilder.pt