Fotos: Paula Paiva

Que espécie é esta: amanita mata-moscas

Naturalistas locais

A leitora Paula Paiva fotografou este cogumelo a 13 de Outubro em Potsdam, Alemanha, e pediu ajuda para saber a espécie. Rui Simão responde.

Paula Paiva gostaria de ter informações sobre esta espécie, que encontrou num parque em Potsdam, Alemanha, na tarde de 13 de Outubro.

Trata-se do cogumelo Amanita mata moscas (Amanita muscaria).

Espécie identificada por: Rui Simão, da Ecofungos – Associação Micológica.

Esta é, talvez, “a espécie mais conhecida no mundo”, diz Rui Simão.

“Foi usada, a par de outras, pela maioria dos povos em rituais xamânicos, para alteração do estado de consciência.”

“Aparece representada desde os tempos pré-históricos. É a espécie mais representada na banda desenhada.”

Cresce em pinhais e bosques de carvalhos, frequentemente aparecendo em grupos.

Quando emerge nos solos da floresta, este cogumelo está inteiramente coberto por uma espécie de flocos brancos. À medida que o chapéu vermelho cresce, esses flocos brancos vão-se distribuindo e espalhando pela sua superfície. Muitas vezes, chuvas fortes ou até mesmo o contacto com animais são o suficiente para remover alguns ou todos os flocos brancos do chapéu.

Quando maduro, este cogumelo tem um chapéu que mede entre os 10 e os 20 centímetros de diâmetro.


Agora é a sua vez.

Encontrou um animal ou planta que não sabe a que espécie pertence? Envie para o nosso email a fotografia, a data e o local. Trabalhamos com uma equipa de especialistas que o vão ajudar.

Explore a série “Que espécie é esta?” e descubra quais as espécies que já foram identificadas, com a ajuda dos especialistas.