Mosca-das-flores. Foto: Albano Soares

Será que as moscas também são polinizadoras?

Torne-se um perito

Albano Soares, da Rede de Estações da Biodiversidade e do Tagis – Centro de Conservação das Borboletas de Portugal responde à pergunta naturalista de uma leitora da Wilder.

 

Yolanda Corsépius escreveu à Wilder e colocou uma pergunta naturalista que a intrigava. “Será que as moscas, tão transmissoras de doenças, não serão também obreiras da polinização, tão ameaçada com os insecticidas?”

Segundo Albano Soares, esta é “uma questão útil e pertinente”.

“Na realidade, muitos outros grupos faunísticos são polinizadores, mesmo alguns vertebrados como pequenos répteis, morcegos e aves. No entanto, nas nossas latitudes os insectos são os polinizadores por excelência.”

“Nesta classe (Insecta), muitas ordens visitam flores e assim fazem a polinização.”

 

Mosca das flores. Foto: Albano Soares

 

“Habituamo-nos a falar das Abelhas (Hymenoptera) como agentes polinizadores. Mas Moscas (Diptera), Borboletas (Lepidoptera), Besouros (Coleoptera) e outros são também grande polinizadores.”

“Nas Moscas destacam-se algumas famílias como os Syrphidae, também conhecidas por moscas das flores. Estas são grandes polinizadoras!”

Por exemplo, em Portugal, a Episyrphus balteatus é uma das muitas espécies comuns de moscas-das-flores. Esta é uma mosca pequena, com cerca de 10 milímetros de comprimento, facilmente identificada pelo abdómen de cor laranja com riscas pretas. Na sua fase adulta, esta mosca ajuda a polinizar várias espécies de plantas.

“E claro que, como toda a cadeia trófica, também estes insectos estão sujeitos às consequências das más práticas agrícolas, como o uso corrente dos chamados pesticidas”, lembra Albano Soares

 

Saiba mais.

Descubra cinco insectos polinizadores que poderá observar em Portugal.