Ecologistas denunciam batida a lobos em Espanha

5 de Maio de 2015

Dois lobos-ibéricos foram mortos durante uma batida, em plena época de reprodução da espécie, autorizada pelo Parque Nacional dos Picos da Europa. Três associações de conservação da natureza espanholas denunciam o caso e pedem a demissão do director do parque.

O caso é denunciado pela ASCEL (Associação para a Conservação e Estudo do Lobo Ibérico), pela Ecologistas en Acción e pela Coordinadora Ecoloxista d’Asturies. Segundo os conservacionistas, mais de 30 pessoas participaram na batida, incluindo caçadores locais.

As associações exigem explicações para este “inaceitável acontecimento”, sem argumentos técnicos nem científicos, e pedem a demissão do director do Parque Nacional dos Picos da Europa.

Esta batida faz parte do programa de “controlo da população” de lobo ibérico nas Astúrias. Inicialmente, o programa terminaria em Março mas, a 25 desse mês, foi prolongado até finais de Junho.

A população de lobo-ibérico (Canis lupus signatus) está estimada em 2800 animais, 300 dos quais em Portugal.