Saiba como encontrar e identificar ovos de raias e de tubarões numa ida à praia, ajudando ao mesmo tempo os cientistas a descobrirem mais sobre estas espécies na costa portuguesa.

O projecto Shark Attract quer desafiar todos os portugueses a ajudarem a fazer o mapa das espécies de raia e de tubarão na costa portuguesa, através dos ovos encontrados nas praias.

Susana França, coordenadora do Shark Attract, e Luís Alves, presidente da Associação Portuguesa para o Estudo e Conservação de Elasmobrânquios (APECE), ligado ao mesmo projecto, explicaram à Wilder tudo o que é necessário para isso. Ambos são investigadores ligados ao MARE – Centro de Ciências do Mar e do Ambiente.

A equipa lançou em português a ‘aplicação’ “A Grande Caça aos Ovos” (no original em inglês, “The Great Shark Eggs Hunt”), que pode ser descarregada no telemóvel e ajuda a identificar e a registar ovos das várias espécies de raia e tubarão encontrados em Portugal. Os dados reunidos por esta aplicação ficam disponíveis para todos os cientistas. O Shark Attract foi um dos vencedores da primeira edição do Fundo para a Conservação dos Oceanos (Oceanário de Lisboa e Fundação Oceano Azul).

O que são ovos de tubarão e de raia: Algumas espécies de tubarões e raias são ovíparos, ou seja, os seus embriões desenvolvem-se no interior de ovos que são posteriormente depositados no fundo do mar. Após vários meses, o ovo eclode e o embrião já tem a forma completa de um adulto. Uma vez vazios, como ficam mais leves, os ovos são frequentemente arrastados pelas correntes para a praia, podendo ser facilmente encontrados no areal. Sendo assim, a grande maioria de ovos que encontramos na praia já não têm o embrião. 

Ovos de raia e tubarão, encontrados numa acção com alunos de escolas. Foto: MARE

Melhores locais para procurar: Saber isso é precisamente o objectivo da “Caça aos Ovos”. Até ao momento, esta aplicação tem registos feitos em Peniche, na zona de Lisboa e na região do Algarve, mas é provável que se encontrem ovos por toda a costa portuguesa. 

Nas praias, os ovos são frequentemente encontrados junto a algas, na zona de rebentação, e costumam encontrar-se individualmente. Os ovos vazios e secos são muito leves, pelo que o vento pode levá-los para o areal da praia, podendo chegar até à zona das dunas.

ovo
Ovo de pata-roxa. Foto: MARE

Quando: De preferência no período que se segue a uma tempestade ou agitação marítima, pois a agitação do mar pode ajudar a que os ovos sejam arrastados para a praia. Mas independentemente disso, podem ser procurados em qualquer altura do ano. Algumas espécies de tubarões e raias reproduzem-se preferencialmente durante a Primavera e Verão, outras espécies ao longo de todo o ano. No entanto, como os embriões ainda demoram alguns meses a desenvolverem-se e só depois do ovo eclodir é que este chega à praia, não há um período preferencial para a sua procura.

Ovo de raia. Foto: MARE

Como distinguir entre ovos de raias e de tubarões: Depois de conhecermos bem as formas e dimensões dos ovos, é fácil distinguir entre os que são de raia e os de tubarão. Uma das principais diferenças é que os ovos de tubarão são geralmente alongados, enquanto os de raia tendem a ser mais quadrados e possuem hastes nas extremidades. As imagens na aplicação “A Grande Caça aos Ovos” também são muito úteis, assim como as ferramentas de identificação que ali estão disponíveis.

Cuidados importantes a ter: Os ovos com embrião deverão ser recolocados no mar. Quando os ovos estão vazios e secos, devem ser manuseados com cuidado para não se partirem e dessa forma ser mais fácil prosseguir com a sua identificação.

Se possível, os ovos devem ser reidratados para que esta identificação seja mais fácil, uma vez que assim irão expandir até ao seu tamanho real e as suas características próprias serão mais facilmente detectáveis – o que vai facilitar a identificação da espécie a que pertencem.

O processo é bastante fácil: basta encher um recipiente com água – pode ser água doce – e submergir os ovos durante algumas horas. Os maiores podem necessitar de ficar submersos durante 24 horas. Todas as instruções necessárias estão na ‘aplicação’ “A Grande Caça aos Ovos”. 

Conservar os ovos em casa: Após o registo dos ovos encontrados na ‘aplicação’, estes podem ser conservados em casa. Apenas será necessário que sejam manuseados com cuidado, pois quando estão secos podem partir-se com maior facilidade.

A que espécies pertencem: As espécies de raias e tubarões cujos ovos podemos encontrar nas praias em Portugal, e que também são as que aparecem na aplicação, são quanto às raias: raia-pontuada; raia-zimbreira; raia-lenga; raia-curva; raia-manchada e raia-de-São-Pedro. E quanto aos tubarões: pata-roxa; pata-roxa-gata e leitão.  

Imagem: APECE

Saiba mais.

Recorde a que espécie pertence o ovo de raia encontrado numa praia de Leça da Palmeira por Ana Bela Saraiva, identificado por Susana França e Luís Alves.