Que espécie é esta: erva-vespa-rosada

O leitor Miguel Lança fotografou esta orquídea a 13 de Fevereiro em Vila Real de Santo António e pediu ajuda na identificação. Luís Afonso responde.

“Gostaria de confirmar se o exemplar fotografado pertence à espécie Ophrys tenthredinifera. Fotografei-o a 13 de Fevereiro na Mata Nacional das Dunas Litorais de Vila Real de Santo António”, escreveu Miguel Lança à Wilder.

“Mais acrescento que só uma pequena parte dos exemplares observados já está em floração, outros estão ainda em botão e a maior parte ainda não apresenta qualquer sinal de querer florir em breve.”

Trata-se da erva-vespa-rosada (Ophrys tenthredinifera).

Espécie identificada e texto por: Luís Afonso, fotógrafo de natureza especialmente dedicado às orquídeas silvestres.

Esta é uma Ophrys tenthredinifera, commumente conhecida por Erva-vespa-rosada. O nome comum refere-se à sua semelhança com o insecto em questão e, tal como em quase 1/3 das orquídeas do planeta, usa esta característica física para efeitos de reprodução.

Ao imitar a fêmea da vespa, nas feromonas que produz e na experiência táctil que proporciona, tem apenas uma coisa na sua “cabeça”: aliciar os machos desse insecto a fazer sexo consigo.

Desta forma a orquídea garante duas coisas. A primeira, que o seu pólen tem menos possibilidade de aterrar em exemplares próximos a si, ou seja, “irmãs”, evitando assim o endocruzamento da espécie.

A segunda, garante que apenas um polinizador (ou um restrito grupo deles) é responsável pela crucial tarefa da reprodução. Engenhosa!

Floresce entre Fevereiro e Maio e está bem distribuída pelo centro/sul de Portugal, da costa ao interior.


Agora é a sua vez.

Encontrou um animal ou planta que não sabe a que espécie pertence? Envie-nos para o nosso email a fotografia, a data e o local. Trabalhamos com uma equipa de especialistas que o vão ajudar.

Explore a série “Que espécie é esta?” e descubra quais as espécies que já foram identificadas, com a ajuda dos especialistas.


Já que está aqui…

Apoie o projecto de jornalismo de natureza da Wilder com o calendário para 2021 dedicado às aves selvagens dos nossos jardins.

Com a ajuda das ilustrações de Marco Nunes Correia, poderá identificar as aves mais comuns nos jardins portugueses. O calendário Wilder de 2021 tem assinalados os dias mais importantes para a natureza e biodiversidade, em Portugal e no mundo. É impresso na vila da Benedita, no centro do país, em papel reciclado.

Marco Nunes Correia é ilustrador científico, especializado no desenho de aves. Tem em mãos dois guias de aves selvagens e é professor de desenho e ilustração.

O calendário pode ser encomendado aqui.