Coelho-bravo. Foto: Wilder

Livro ajuda a identificar 67 espécies de mamíferos ibéricos através dos pelos

Ciência

Durante 16 meses, uma equipa de biólogos da Universidade de Aveiro observou e fotografou amostras de pelo de 67 espécies de mamíferos terrestres da Península Ibérica. O trabalho foi publicado em livro a 10 de Março.

 

Ratinhos do campo, linces-ibéricos, ursos-pardos, coelhos-bravos ou ouriços são alguns dos animais presentes no Atlas dos pelos dos mamíferos terrestres ibéricos, lançado a 10 de Março na livraria da Universidade de Aveiro.

Até agora havia uma “grande lacuna” de informação, o que obrigava os especialistas nacionais “a recorrer a obras de âmbito europeu para conseguir identificar espécies através dos pelos”, explica em comunicado Carlos Fonseca, coordenador da Unidade de Vida Selvagem da Universidade de Aveiro e um dos autores do livro. Acontece que, “muitas vezes, esses atlas não continham espécies exclusivas da Península Ibérica”, acrescenta.

Por detrás deste atlas estão 16 meses de trabalho. Os investigadores observaram e fotografaram mais de 200 preparações microscópicas, cortes transversais e impressões cuticulares de 67 espécies.

“As impressões cuticulares das escamas que constituem os pelos e o perfil do pelo em corte transversal são características específicas de cada espécie de mamífero e, como tal, é possível através desta análise e comparação com as fotografias ao microscópio e a informação constante neste Atlas, identificar-se a espécie em causa”, explica Carlos Fonseca.

No livro estão descritas as estruturas e a constituição mais característica dos pelos desses mamíferos, informação que deverá ajudar estudantes e profissionais que trabalham nas áreas da Biologia, Ciência Forense, Medicina Veterinária ou Biodiversidade.