Fotos: Wilder

Três ilustradores portugueses lançam projecto dedicado ao lince-ibérico

Naturalistas

Três ilustradores naturalistas portugueses juntaram-se num projecto para, através do desenho, dar a conhecer o lince-ibérico e contar as suas histórias. Nesta terça-feira estiveram entre as dezenas de pessoas que assistiram à libertação da fêmea Nara no Vale do Guadiana.

 

Esta terça-feira, Pedro Salgado, Pedro Mendes e Marco Nunes Correia levaram os seus cadernos de campo e material de desenho para a Herdade das Romeiras, na região de Mértola, para registar o habitat e captar o momento da libertação de Nara, lince com cerca de um ano de idade que veio da Andaluzia para reforçar o núcleo populacional que está a ser criado no Vale do Guadiana.

 

 

“Foi a primeira vez que qualquer um de nós os três vimos um lince ao vivo. É um animal lindíssimo”, disse Pedro Salgado à Wilder, momentos depois da libertação de Nara.

Pedro Mendes fez esboços do animal, nos poucos segundos que durou a solta, nos campos da Herdade das Romeiras. “Foi tudo muito rápido, mas consegui captar os seus movimentos”, explicou o ilustrador.

 

 

O projecto de ilustração ainda agora começou mas a ideia é que estes três ilustradores, membros do Grupo do Risco – colectivo de cerca de 20 desenhadores, artistas, fotógrafos e cientistas, criado em 2007 -, trabalhem esta espécie Em Perigo de extinção para fazerem um livro de ilustração.

Este é um trabalho que deverá durar vários meses e conta com o apoio técnico do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), entidade que convidou os ilustradores para esta solta, a última de 2017.

As abordagens de cada ilustrador serão combinadas para contar as histórias do lince-ibérico e para mostrar como é este animal. “Vamos trabalhar as questões morfológicas, de comportamento, de habitat. Há muito para explorar, tudo com base em dados factuais, científicos”, explicou Pedro Salgado. “Será uma narrativa visual, apoiada em factos” que darão a credibilidade ao material a trabalhar.

O grande objectivo é “mostrar o que é o lince-ibérico, o que tem sido a sua história no nosso país, o que está a ser e o seu futuro”, disse o ilustrador científico.

 

Pedro Mendes, Marco Nunes Correia e Pedro Salgado (da esquerda para a direita)

 

“Esta ainda é uma fase muito embrionária, mas já estamos entusiasmados com este desafio, não só porque o lince é um animal especial mas também porque vamos cruzar três narrativas em termos de ilustração.”

Acima de tudo, acrescentou Pedro Salgado, “queremos contar as histórias dos nossos bichos”.

 

Saiba mais.

A Wilder acompanhou a libertação de Nara no Vale do Guadiana. Pode ler aqui a reportagem.