Fotos: Festival de Observação da Aves de Sagres

Mais de 1.100 pessoas foram ao Festival de Observação de Aves em Sagres

Naturalistas

Cerca de 1.160 pessoas de 43 países participaram no Festival de Observação de Aves & Atividades de Natureza, de 4 a 7 de Outubro, revelaram ontem os organizadores do evento, durante o qual foram registadas quase 140 espécies de aves, incluindo uma raridade.

 

Nos quatro dias da 9ª edição do Festival foram realizadas 206 actividades em vários pontos de Sagres, como o Cabo de São Vicente, o Forte do Beliche, a Fortaleza de Sagres, a Cabranosa e o Monte das Esparregueiras.

 

 

Das 206 atividades do programa, a associação Almargem, um dos organizadores do evento, destaca algumas “por terem sido uma inovação e pela excelente adesão dos participantes”. É o caso das viagens de gravação sonora de aves nocturnas migratórias, os workshops de desenho, a devolução à natureza de aves noturnas, as saídas para ver libélulas e libelinhas, os mini-cursos de geologia e a exposição sobre o impacto do plástico no ambiente.

Este ano foram observadas pelos participantes quase 140 espécies de aves, incluindo uma raridade: o papa-moscas-pequeno (Ficedula parva). Estas espécies foram inseridas na plataforma online PortugalAves/eBird para que estes dados possam ser utilizados para outros fins.

 

 

Pela primeira vez, o Festival recebeu pessoas de São Tomé e Príncipe, Suriname e Índia. Entre os 43 países representados este ano no festival, destacam-se ainda a Nova Zelândia, Vietname, Senegal, Colômbia e Canadá.

“No rescaldo da edição deste ano começa-se já a pensar na próxima, que irá contemplar, pelo menos, o primeiro fim de semana de Outubro”, garantem os organizadores.

Esta iniciativa da Câmara Municipal de Vila do Bispo contou com o envolvimento da Associação Almargem e com a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (Spea). A organização do festival implementou ainda uma política de redução de plástico, para que este evento seja mais sustentável.